Movistar: os 40 anos da maior equipa mundial

Movistar: os 40 anos da maior equipa mundial
Carlos Flórido

Tópicos

Volta a Catalunha assinalou o aniversário da equipa criada por um portista e que lançou vários portugueses, entre os quais Rui Costa, no panorama internacional.

Foi José Miguel Echavarri, antigo corredor do FC Porto, que em 1979 criou a Reynolds, patrocinador que depois mudou para Banesto, Ilhas Baleares e Caisse d"Epargne até se transformar na atual Movistar. Ontem, a Volta a Catalunha decidiu homenagear os 40 anos daquela que é a mais antiga das equipas WorldTour, atualmente dirigida por Eusébio Unzué, pois Echavarri, agora com 71 anos, retirou-se há uma década.

Como muitas outras equipas, a espanhola pertence a uma empresa que sempre cedeu a designação aos patrocinadores, no caso a Abarca Sports. Este ano, o aniversário redondo fica assinalado com a presença no World Tour das equipas masculinas e femininas e existe o objetivo de regressar aos triunfos numa Grande Volta.

E a verdade é que a Movistar, apesar da quebra de resultados dos últimos anos, é atualmente a mais vitoriosa nas Grandes Voltas: sete triunfos no Tour (cinco de Miguel Indurain, um de Pedro Delgado e outro de Óscar Pereiro), quatro na Vuelta (Delgado, Abraham Olano, Alejandro Valverde e Nairo Quintana) e três no Giro (dois de Indurain e um de Quintana), isto num total de 176 corridas por etapas conquistadas e 914 vitórias somando as tiradas diárias são números que ninguém igualou.

Mais interessante ainda: Echavarri e Unzué sempre gostaram de Portugal e, entre um total de 231 corredores que já representaram a formação, contaram com Orlando Rodrigues - pioneiro no regresso dos lusos ao pelotão internacional -, Cândido Barbosa e um Rui Costa ainda sub-21, para nas épocas mais recentes contratarem Nélson Oliveira e Nuno Bico. Atualmente, só Oliveira veste as cores da equipa espanhola