Edgar Pinto, da W52-FC Porto, foi oitavo na Volta à Turquia

Edgar Pinto, da W52-FC Porto, foi oitavo na Volta à Turquia

Sam Bennet, da Bora, venceu a tirada

Edgar Pinto, da W52-FC Porto, concluiu a segunda etapa da Volta à Turquia, prova do World Tour, na oitava posição com
o mesmo tempo do vencedor. Sam Bennet, da Bora, venceu a tirada.

Sam Bennett (BORA-hansgrohe) foi o vencedor da etapa, depois de já ter triunfado no primeiro dia, cumprindo os 183,3 quilómetros entre Tekirdag e Eceabat em 4:41.48 horas, batendo num sprint reduzido o colega de equipa austríaco Felix Grossschartner, segundo classificado, e o colombiano Jhonatan Restrepo (Manzana Postobon), terceiro.

Edgar Pinto foi o primeiro a cortar a meta após o grupo que disputou a etapa, numa chegada em alto, a três segundos do vencedor, tendo subido ao mesmo posto na geral individual.

O irlandês conseguiu a sexta vitória da época e chegou aos nove triunfos na Volta à Turquia, depois de vitórias também em 2017 e 2018, tendo reforçado a liderança, agora com 14 segundos de vantagem para Grossschartner e 16 para Restrepo.

Ricardo Mestre (W52-FC Porto) subiu ao 23.º posto da geral, ao cortar a meta em 37.º, enquanto Rafael Reis é 40.º, após ter sido hoje 87.º classificado, seguido, em 41.º, pelo espanhol Raúl Alarcón, outro corredor da formação 'azul e branca'.

Num dia positivo para os 'dragões', José Ferreira subiu para 102.º na geral, ainda que Samuel Caldeira tenha perdido 42 posições, para 72.º, e o espanhol Gustavo Veloso siga em 88.º. Nuno Bico (Burgos-BH) foi hoje 62.º classificado e caiu para 65.º na geral.

Na quinta-feira, a terceira etapa liga Çanakkale a Edremit, ao longo de 122,6 quilómetros, numa tirada curta, marcada por uma subida de montanha de terceira categoria, a meio do percurso, antes de mais de 30 quilómetros de traçado plano.