Bradley Wiggins: "A maior virtude de Roglic? É um tipo cool"

Bradley Wiggins: "A maior virtude de Roglic? É um tipo cool"

Bradley Wiggins comentou para O JOGO a evolução do esloveno que venceu a Volta a Espanha e antecipou um duelo entre belgas e holandeses pelo Mundial

Bradley Wiggins, vencedor da Volta a França em 2012 e britânico mais medalhado em Jogos Olímpicos (cinco títulos em oito medalhas), continua fiel a si mesmo e equiparou-se a Primoz Roglic, o esloveno da Jumbo-Visma que no passado domingo venceu da Volta a Espanha. Em declarações cedidas pelo Eurosport em exclusivo a O JOGO, "Wiggo" realçou a tranquilidade do esloveno.

"Acho que ele ainda não percebeu o que acabou de conseguir. Está há oito anos a pedalar e nota-se que tem um talento incrível, mas a sua maior qualidade é ser 'cool'. 'Cool' no sentido de ser calmo, tranquilo... Ninguém o viu sorrir. Ele vem dos saltos de esqui e nota-se. Faz-me lembrar esses atletas que, literalmente, voam, vivem na adrenalina e depois parece que não é nada com eles", atirou o britânico de 39 anos, antecipando mais vitórias ao esloveno, embora torcendo para que seja Chris Froome, da Ineos, a vencer o próximo Tour, igualando Anquetil, Merckx, Hinault e Indurain no lote dos cinco triunfos.

Wiggins já tinha expressado a sua satisfação por ver novas figuras no ciclismo. Tadej Pogacar (UAE), terceiro na Vuelta, mereceu elogios, tal como Remco Evenepoel (Deceuninck), vencedor da clássica de San Sebastián, Mathieu Van der Poel (Corendon), na Grã-Bretanha, e Egan Bernal (Ineos), o conquistador do último Tour. "Parece que deixou de haver idades para aprender e para ganhar. Estão a ser impressionantes", comentou sobre a explosão de tantos jovens.

A terminar, Wiggins vê mesmo Van der Poel, estrela vinda do ciclocrosse, a impor-se na estrada, de tal forma que o considera a grande arma da Holanda para bater uma experiente dupla belga no Mundial de estrada, que dia 29 se realizará no Yorkshire.

"O Van der Poel faz tudo parecer fácil. É um dos favoritos, mas acho que a Bélgica tem chances, porque o Philippe Gilbert está a andar muito bem e o Greg Van Avermaet [venceu domingo uma clássica em Montreal], é o "Senhor Consistência". Mas também não descarto os australianos", termina, perspetivando a prova que percorrerá um circuito em Harrogate.