"Não quero dizer que é um vazio, mas é uma sensação estranha"

Jonas Vingegaard, vencedor do Tour de 2022

 foto AFP

Jonas Vingegaard regressa à competição depois de ter vencido o Tour.

O ciclista dinamarquês Jonas Vingegaard vai voltar à competição na terça-feira, dois meses depois de ter vencido a Volta a França, alinhando à partida da Volta à Croácia, anunciou a Jumbo-Visma.

Dois meses depois do triunfo no Tour, é em solo croata, e para seis etapas, até domingo, que Vingegaard regressa à ação, após um período de pausa desde 24 de julho, dia da consagração em Paris.

A ausência tem dado azo a especulações sobre a saúde mental do ciclista de 25 anos, cujo perfil reservado e distante das redes sociais "alimenta" esse tipo de comentários.

De resto, o próprio chegou a estar fora da lista provisória de inscritos nesta corrida, além de ter decidido não correr os Mundiais de estrada, que terminaram no domingo, uma opção que causou mal-estar na federação dinamarquesa.

O campeão da Grande Boucle disse esta segunda-feira, ao jornal dinamarquês Ekstrabladet, que precisava de "relaxar", depois de uma "sensação estranha" que se seguiu à glória.

"Preparamo-nos para o Tour durante todo o ano e, de repente, acaba. Depois é como se... não quero dizer [que é] um vazio, mas é uma sensação estranha", declarou.

Vingegaard acrescentou ainda que é capaz de "lidar com a pressão", mas reforçou que é preciso "estar protegido, de tempos a tempos, e poder relaxar um pouco". "Tem sido bom, é raro não competir durante dois meses, mas a equipa permitiu-me isso e estou muito feliz", declarou.

Vingegaard reencontrará, no pelotão na Croácia, o britânico Geraint Thomas (INEOS), que foi terceiro no Tour, e alguns dos "rivais" habituais em provas de uma semana, sem portugueses inscritos.