João Almeida quer o pódio do Giro: "Desde o início da etapa que não me sentia bem"

João Almeida, em primeiro plano

 foto AFP

Ciclista português confessou que não se sentia bem desde o início da 17.ª etapa da Volta a Itália

João Almeida foi o maior derrotado na 17.ª etapa da Volta a Itália, ao perder 1m10s para Richard Carapaz e Jai Hindley, descendo a quarto e cedendo o último lugar no pódio a Mikel Landa.

"Desde o início da etapa que não me sentia bem, não estava 100% recuperado de ontem. Foi foi uma etapa muito difícil e soube imediatamente que minhas pernas não estavam em níveis normais", revelou no final o jovem da UAE Emirates.

"Só não sabia se só eu me sentia assim ou todos os outros também", disse. Acabando por ficar para trás na subida do Menador, perdeu tempo como não tinha acontecido antes. "Aconteceu, fiquei sozinho. Ainda há três dias difíceis e um contrarrelógio. O Giro ainda não está terminado", acrescentou.

A 1m54s do líder Richard Carapaz e a 1m51 de Jai Hindley, Almeida tem 49 segundos de atraso para Mikel Landa, recuperáveis no contrarrelógio final. "O pódio ainda é possível. Não vai ser fácil, mas vamos lutar até o último quilómetro", prometeu o caldense, que continua a liderar destacado a Juventude.