João Almeida discreto no Mundial: "Acredito que o problema de saúde que teve..."

 foto Federação Portuguesa de Ciclismo

Nélson Oliveira foi o melhor português no Mundial de Estrada

O desempenho português no Mundial de Estrada, que decorreu na Austrália, acabou por ser discreto na prova de elites. Nélson Oliveira foi o melhor, acabando a corrida na 44º posição, enquanto João Almeida não foi além do 60º posto, a mais de cinco minutos do vencedor Remco Evenepoel.

"Acredito que o problema de saúde que o João Almeida teve e que o impediu de participar no contrarrelógio também fez com que hoje não estivesse tão forte. Esta era uma prova muito longa e difícil e o facto de ter estado algum tempo sem treinar devido a esse problema poderá ter influenciado a sua prestação», disse o selecionador José Poeira, citado pela Federação de Ciclismo.

Recorde-se que Almeida já não participara na prova de contrarrelógio na sequência de febre e problemas gastrointestinais sentidos na chegada à Austrália.

"Queremos sempre mais. Sei que o percurso não nos favorecia muito e com o azar que tivemos pelo meio [avaria de Rui Oliveira] acabamos por não conseguir o resultado que desejávamos. Queríamos e acreditávamos que conseguiríamos fazer melhor, mas acho que tendo em conta as circunstâncias da corrida acho que foi o resultado possível", analisou ainda o selecionador.