Egan Bernal chocou contra um autocarro, fraturou o fémur e pode perder a época

.

Ciclista colombiano da Ineos sofreu ferimentos graves quando treinava, ao bater contra um autocarro, e pode perder a época

Segundo a colombiana Rádio Caracol, Egan Bernal "terá sofrido uma rotura na rótula e no fémur e será operado em breve num hospital colombiano", na sequência do acidente que sofreu esta segunda-feira nos arredores de Bogotá, não se confirmando a notícia inicial de que teria ferimentos ligeiros.

O ciclista da Ineos vai ser submetido a uma intervenção cirúrgica, confirmada pelo hospital de La Sabana: "Bernal apresenta um politraumatismo: trauma cervical e torácico, trauma torácico fechado, trauma músculo-esquelético e trauma nos membros inferiores".

Assim, é provável que Bernal enfrente uma lesão a longo prazo que poderá colocar em risco a sua época.

Pouco antes, a Ineos informara que o vencedor da Volta a França em 2019 e da Volta a Itália em 2021, estava "estável", após ter colidido esta segunda-feira com um autocarro enquanto treinava.

"Bernal, que está num estágio perto da sua residência, foi conduzido ao hospital pelo pessoal médico da equipa e estava consciente quando aí chegou. Está estável e a ser observado", pode ler-se num comunicado publicado no site da formação britânica, que promete atualizar "oportunamente" as informações sobre o estado do corredor.

Nas redes sociais, foram publicadas fotografias do colombiano, de 25 anos, deitado no chão a ser assistido após chocar com um autocarro.

A polícia local, citada pela agência EFE, detalhou que o ciclista bateu contra o veículo quando este se deteve "bruscamente" para deixar sair um passageiro.

Segundo as autoridades, o ciclista, "que circulava no mesmo sentido e na mesma via [do autocarro], não viu a manobra feita pelo veículo, chocando com a traseira do mesmo".

Bernal foi, ainda de acordo com a polícia local, "transportado para a clínica da Universidade de la Sabana, no município de Chia", por ter ficado ferido com múltiplas escoriações.