Giro: João Almeida foi sexto na etapa e camisola rosa muda de dono

.

 foto AFP

Acompanhe as principais incidências da 14.ª etapa da Volta a Itália.

Yates segue isolado na frente da corrida quando falta pouco mais de um quilómetro para o fim. A vantagem do ciclista britânico é de 21 segundos.

Yates ataca a cinco quilómetros do fim, com Carapaz, Hindley e Nibali logo atrás, e João Almeida está a 34 segundos da frente.

João Almeida cede alguns segundos para Pozzovico, com quem seguia na perseguição aos líderes, e está a 20 segundos de distância.

Classificação após a passagem (segunda categoria) pela Colle della Maddalena:

1.º Richard Carapaz, 18 pontos
2.º Vincenzo Nibali, 8 pontos
3.º Jai Hindley, 6 pontos
4.º Simon Yates, 4 pontos
5.º Domenico Pozzovivo, 2 pontos
6.º João Almeida, 1 ponto

João Almeidam, juntamente com Pozzovivo, aproxima-se do grupo da frente, composto por Carapaz, Nibali, Hindley e Yates, que seguem a 22 segundos de distancia.

Entretanto, Nibali sofreu uma pequena quebra a pedalar e Hindley cola-se a Carapaz. O equatoriano da INEOS foi apanhado por completo. João Almeida está num segundo grupo de cinco ciclistas.

Nibali e Hindley aproximam-se de Carapaz, que tem, agora, apenas 9 segundos de vantagem. Simon Yates persegue esta dupla atrás do líder da corrida.

Juan Pedro López deixou o grupo que persegue Carapaz e do qual faz parte João Almeida. O espanhol, ainda camisola rosa, pedala sozinho a 1.24' do equatoriano.

Carapaz tem uma vantagem de 25 segundos na frente da corrida, quando ainda faltam 21 quilómetros até à meta e mais duas subidas para cumprir. Por agora, os ciclistas dirigem-se, pela segunda vez, para o sopé do Colle della Maddalena.

Richard Carapaz segue isolado, com 20 segundos de vantagem para o grupo onde está João Almeida, e o equatoriano veste, de forma virtual, a camisola rosa...

Faltam 28 quilómetros para a meta e Carapaz lança um ataque frenético na frente da corrida. O homem da INEOS está focado a vencer a 14.ª etapa.

João Almeida começou a ficar para trás na subida, ficando a 30 segundos da frente, com Carapaz, Nibali, Hindley e o camisola rosa Juan Pedro López, mas o português, entretanto, deu fortemente ao pedal e colou-se ao grupo destacado.

Os ciclistas passaram agora pela linha da meta, pela primeira vez, e seguem para uma nova subida à Superga. Na frente, seguem os mesmos 12 ciclistas, com João Almeida a 2.48 minutos de distância do segundo grupo.

Os ciclistas sobem rumo à segunda contagem de montanha do dia (Colle della Maddalena). No grupo da frente, Segue Carapaz, Nibali, Bilbao, Landa, Kelderman, Buchmann, Hindley, Hirt, Pozzovivo, Yates, López e João Almeida, todos com 1.20 minutos de vantagem para o segundo grupo (três corredores).

A base da próxima montanha, o Colle della Maddalena, onde os ciclistas vão passar duas vezes nesta etapa, está a cerca de cinco quilómetros de distância. No topo está uma contagem de montanha de segunda categoria.

Classificação total da montanha

1.º Diego Rosa, 92 pontos
2.º Koen Bouwman, 69 pontos
3.º Jai Hindley, 48 pontos
4.º Lennard Kamna, 43 pontos
5.º Bauke Mollema, 30 pontos

Passagem pela segunda contagem de montanha do dia, na Superga (segunda categoria)

1.º Wilco Kelderman, 18 pontos
2.º Jai Hindley, 8 pontos
3.º Pavel Sivakov, 6 pontos
4.º Juan Pedro López, 2 pontos
5.º Vincenzo Nibali, 1 ponto

Juan Pedro López ficaria com a camisola rosa e Caparaz e João Almeida a 12 segundos caso a etapa terminasse agora.

Estão 12 ciclistas no grupo da frente.

João Almeida consegue juntar-se ao grupo da frente, onde figuram, por exemplo, Carapaz, Nibali, Kelderman, Yates e Juan Pedro López.

Guillaume Martin (Cofidis) ficou para trás. João Almeida segue de perto os 20 ciclistas da frente.

João Almeida com Guillaume Martin na cauda do grupo da frente.

O ciclista português está com mais três corredores a 31 segundos do grupo da frente.

O segundo grupo, onde figurava Carapaz, e alguns ciclistas do mini-pelotão, onde estava João Almeida, apanham os 12 fugitivos.

Problemas mecânicos para Alejandro Valverde, da Movistar.

João Almeida está no terceiro grupo. Grupo 1: os doze fugitivos; grupo 2: incluindo Carapaz, a 12 segundos; grupo 3: incluindo João Almeida, Mikel Landa e Juan Pedro López, a 31 segundos.

Oscar Riesebeek, da Alpecin, juntou-se aos fugitivos.

João Almeida atrasa-se. O ciclista da UAE Emirates não está na primeira parte do pelotão, que se partiu. Português, juntamente com o camisola rosa, está a aproximadamente um minuto dos da frente.

Onze ciclistas, com diferença para o pelotão de 40 segundos, entraram em nova fuga: Joe Dombrowski (Astana Qazaqstan), Diego Rosa (Eolo-Kometa), Ignatas Konovalovas (Groupama-FDJ), Filippo Zana (Bardiani-CSF-Faizanè), Ben Zwiehoff (Bora-Hansgrohe), Diego Camargo (EF Education-EasyPost), Ivàn Sosa (Movistar), Alessandro Covi (UAE Team Emirates), Nans Peters (AG2R Citroën), James Knox (QuickStep-AlphaVinyl), Sylvain Moniquet (Lotto Soudal).

Tom Dumoulin (Jumbo), vencedor do Giro em 2017, abandonou a Volta a Itália durante esta 14.ª etapa.

Com a passagem pela primeira contagem (3.ª categoria) de montanha do dia, em Il Pilonetto, eis as contas: 1.º Diego Rosa (9 pontos); 2.º Ignatas Konovalovas (4 pontos); 3.º Joe Dombrowski (2 pontos) e 4.º Davide Gabburo (1 ponto)

Os nove ciclistas lançados em fuga foram alcançados pelo pelotão e começa, agora, a subida ao sopé da primeira montanha (contagem de 3.ª categoria).

Juan Pedro López, camisola rosa, surge atrasado no pelotão, com um grupo de nove corredores à frente, embora com vantagem curta (nove segundos apenas).

A primeira subida do dia está à vista e o pelotão parece estar a partir-se, embora tenha conseguido anular uma fuga.

Aos 10 km, Van der Poel está sozinho na frente, mas apenas com oito segundos de vantagem para o pelotão.

Tobias Foss, Diego Rosa e Giulio Ciccone absorvidos depois de tentarem fugir ao pelotão.

A 14.ª etapa já começou.

A geral é liderada pelo espanhol Juan Pedro López (Trek-Segafredo), que na sexta-feira partiu para a 13.ª etapa, entre Sanremo e Cuneo, com 12 segundos de vantagem para o equatoriano Richard Carapaz (INEOS), segundo, e o português João Almeida (UAE Emirates), terceiro, num dia sem alterações na estrada, a não ser pelo abandono do francês Romain Bardet (DSM), que era quarto, por doença.

Boa tarde. Vai este ​​​​​​sábado para a estrada a 14ª etapa da Volta a Itália, com a presença dos portugueses João Almeida, Rui Costa e Rui Oliveira.