Scott Mcgill volta a ser o mais rápido e vence ao sprint na Maia

.

 foto LUSA

Acompanhe as principais incidências da sexta etapa da 83.ª edição da Volta a Portugal.

Meta na Maia

Vitória de Scott Mcgill (Wildlife Generation), que assim alcança o segundo triunfo nesta edição da Volta, igualando o feito de João Matias

Márcio Barbosa e Rafael Lourenço alcançados pelo pelotão

O pelotão vem muito alongado, tendo já alcançado dois elementos da fuga, restam seis na frente.

José Mendes tenta isolar-se na frente

A faltar 12 quilómetros para a meta, José Mendes tenta destacar-se, com os seus companheiros de fuga em esforço para chegar à sua roda. O pelotão encontra-se a 20 segundos

Rafael Lourenço descola na frente

O ciclista da equipa Atum General/Tavira/Maria Nova Hotel não resistiu à mudança de ritmo dos seus colegas.

Primeira passagem pela meta

À primeira passagem pela meta, a fuga dispõe de uma magra vantagem de 25 segundos para o grupo principal.

Troca de Bicicleta

Vítima de queda, o ciclista nipónico Yuki Ishihara (Java Kiwi Atlántico) teve de trocar de bicicleta.

20 quilómetros para a chegada

Fugitivos a 50 segundos do pelotão. Na frente do grupo principal vem a equipa do Camisola Amarela a comandar juntamente com a Wildlife Generation Pro Cycling.

Queda

A envolver ciclistas das equipas Java Kiwi Atlántico e Burgos-BH.

Tavfer-Mortágua-Ovos Matinados alia esforços na perseguição

A faltar 25 quilómetros para a meta, a equipa do atual Camisola Verde Rubis juntou-se à cabeça do pelotão. A diferença para a frente da corrida é de 1m35s.

Maurício Moreira mantém-se no topo da Classificação da Montanha

O uruguaio da Glassdrive Q8 Anicolor mantém-se no primeiro lugar da Camisola das Bolinhas Europcar, com 34 pontos.

Prémio de Montanha

Prémio de Montanha de 3.ª categoria - Serra de Santa Justa (129,1 km)

1.º lugar: Hugo Nunes (Rádio Popular-Paredes-Boavista) - 5pts

2.º lugar: Márcio Barbosa (ABTF Betão-Feirense) - 3pts

3.º lugar: Keegan Swirbul (Human Powered Health) - 2pts

4.º lugar: Tiago Antunes (Efapel Cycling) - 1pt

Pelotão a 1m50s da frente da corrida.

Wildlife Generation Pro Cycling assume o ritmo no pelotão

KM 125

A equipa norte-americana juntou-se à formação do Camisola Amarela Continente na perseguição da fuga.

Faltam 40 quilómetros para a chegada. A vantagem da fuga é de 3m05s.

(166) Francisco Marques (LA/Alumínios/Credibom/Marcos Car) abandonou a prova.

Phil Bauhaus venceu na última chegada à Maia

Em 2014, o ciclista alemão Phil Bauhaus, na altura pela equipa Team Stölting, venceu ao sprint a etapa em linha com chegada à Maia.

Vantagem da fuga mantém-se estável

O pelotão não dá grande margem de manobra à fuga, com a diferença a manter-se sempre perto dos dois minutos. De momento a vantagem é de 1m50s.

A Glassdrive Q8 Anicolor assume a frente do pelotão. A diferença para a fuga é de 2'10''.

Prémio de Montanha de 4.ª categoria - Santa Maria da Feira (81,3 km)

1.º lugar: Hugo Nunes (Rádio Popular-Paredes-Boavista) - 3pts

2.º lugar: Luís Gomes (Kelly/Simoldes/UDO) - 2pts

3.º lugar: Rafael Lourenço (Atum General/Tavira/Maria Nova Hotel) - 1pt

Pelotão a 2'30'' da frente de corrida.

Meta Volante - Santa Maria da Feira (76,9 km)

1.º lugar: Márcio Barbosa (ABTF Betão-Feirense) - 5pts

2.º lugar: Luís Gomes (Kelly/Simoldes/UDO) - 3pts

3.º lugar: José Mendes (Aviludo-Louletano-Loulé Concelho) - 1pt

Oito corredores na frente com uma vantagem de 2'30'' para o pelotão.

Do grupo da frente, Tiago Antunes (Efapel Cycling) é o melhor classificado na classificação geral, no 15.º posto, a 9'31'' da liderança.

Ponto de situação aos 66,5 km

Na frente seguem: Keegan Swirbul (Human Powered Health), Unai Cuadrado (Euskaltel-Euskadi), Tiago Antunes (Efapel Cycling), Luís Gomes (Kelly/Simoldes/UDO), Hugo Nunes (Rádio Popular-Paredes-Boavista), Márcio Barbosa (ABTF Betão-Feirense) e José Mendes (Aviludo-Louletano-Loulé Concelho).

Em posição intermédia segue Rafael Lourenço (Atum General/Tavira/Maria Nova Hotel), a 30 segundos.

Os sete homens da frente têm uma vantagem de 2m'20'' para o pelotão.

Rafael Lourenço (Atum General/Tavira/Maria Nova Hotel) tenta sair do pelotão.

David Livramento (Atum General/Tavira/Maria Nova Hotel) e Rodrigo Caixas (LA Alumínios/Credibom/Marcos Car) precisaram de assistência médica.

Sete ciclistas fogem ao pelotão: Keegan Swirbul (Human Powered Health), Unai Cuadrado (Euskaltel-Euskadi), Tiago Antunes (Efapel Cycling), Luís Gomes (Kelly/Simoldes/UDO), Hugo Nunes (Rádio Popular-Paredes-Boavista), Márcio Barbosa (ABTF Betão-Feirense) e José Mendes (Aviludo-Louletano-Loulé Concelho).

Meta Volante - Oliveira de Azeméis (59,1 km)

1.º lugar: Luís Gomes (Kelly/Simoldes/UDO) - 5pts

2.º lugar: José Sousa (Kelly/Simoldes/UDO) - 3pts

3.º lugar: Keegan Swirbul (Human Powered Health) - 1pt

Pelotão alcançou os fugitivos. Tudo junto.

Aos 53,5 km, Joey Rosskopf (Human Powered Health), Luís Gomes (Kelly/Simoldes/UDO) e Alexander Grigoryev (Atum General/Tavira/Maria Nova Hotel) tentam fugir.

Tudo junto, novamente, no pelotão.

Luís Gomes (Kelly/Simoldes/UDO) e Alvaro Trueba (Atum General/Tavira/Maria Nova Hotel) tentam a fuga.

Km 42: fuga anulada e pelotão segue compacto.

Tomas Contte (Aviludo-Louletano-Loulé Concelho) trocou de bicicleta.

32,5 km: a vantagem é novamente de apenas 15 segundos.

Aos 27,5 km, a fuga tem a vantagem fixada em 35 segundos.

Grupo da frente tem vantagem de 15 segundos para o pelotão.

Javier Moreno (Glassdrive Q8 Anicolor) junta-se ao grupo da frente. Óscar Pelegrí e Pablo Alonso foram alcançados pelo pelotão.

Óscar Pelegrí (Burgos-BH), Javier Moreno (Glassdrive Q8 Anicolor) e Pablo Alonso (Electro Hiper Europa-Caldas) também escapar ao pelotão.

Oito ciclistas tentam a fuga: Charles Chrétien (Human Powered Health), Txomin Juaristi (Euskaltel Euskadi), Oliver Rees (Trinity Racing), Joaquim Silva (Efapel Cycling), Bruno Silva (Tavfer-Mortágua-Ovos Matinados), Luís Gomes (Kelly/Simoldes/UDO), Rafael Lourenço (Atum General/Tavira/Maria Nova Hotel) e Carlos Oyarzún (Aviludo-Louletano-Loulé Concelho).

Partiram 111 ciclistas. Adam de Vos (Human Powered Health) não alinhou.

Líderes das Camisolas à partida para a etapa

Camisola Amarela Continente: Frederico Figueiredo (Glassdrive Q8 Anicolor)

Camisola das Bolinhas Europcar: Maurício Moreira (Glassdrive Q8 Anicolor)

Camisola Verde Rubis: João Matias (Tavfer-Mortágua-Ovos Matinados)

Camisola Branca Jogos Santa Casa: Jokin Murguialday (Caja Rural-Seguros RGA)

O pelotão passa uma primeira vez na Avenida Luís de Camões na Maia, antes de disputar a etapa, por volta das 17h29.

Segue-se a meta volante de Gondomar (122,5), antes da contagem de terceira categoria da Serra de Santa Justa, instalada ao quilómetro 129,1.

Após passarem as metas volantes de Oliveira de Azeméis (59,1) e Santa Maria da Feira, mais concretamente no Estádio Marcolino de Castro (76,9), os corredores vão encontrar a contagem de quarta categoria na mesma localidade, ao quilómetro 81,3.

O trepador de 31 anos partiu de Águeda, de onde o pelotão saiu às 13h20, com sete segundos de vantagem sobre o seu companheiro uruguaio Mauricio Moreira, que destronou na quarta-feira ao vencer isolado no alto do Observatório de Vila Nova (Miranda do Corvo), e 38'' sobre o compatriota Luís Fernandes (Rádio Popular-Paredes-Boavista), para uma jornada previsivelmente na liderança.

O ciclista português Frederico Figueiredo Glassdrive-Q8-Anicolor) estreia esta quinta-feira a camisola amarela na sexta etapa da 83.ª Volta a Portugal, uma ligação entre Águeda e a Maia, que deverá ser disputada ao sprint.