Rui Costa lamenta morte de Henrique Vieira, dos maiores da história do basquetebol

Rui Costa lamenta morte de Henrique Vieira, dos maiores da história do basquetebol

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Redação com Lusa

Tópicos

O presidente do Benfica considera que o treinador foi um dos pilares da geração de ouro do basquetebol benfiquista

O presidente do Benfica, Rui Costa, lamentou esta segunda-feira a morte de Henrique Vieira, que considera "um dos nomes maiores da história do basquetebol" dos "encarnados" e de Portugal.

"Henrique Vieira foi um dos pilares da geração de ouro do nosso basquetebol, destacado atleta nos primeiros sete de dez títulos conquistados em onze temporadas, com uma participação fulcral na construção dos inolvidáveis percursos europeus na década de noventa, que tanto orgulharam os benfiquistas", salienta Rui Costa.

Vieira, acrescenta Rui Costa, "regressou ao Benfica muitos anos mais tarde, como treinador, sagrando-se campeão nacional passados 13 anos do anterior triunfo, repetindo o feito na época seguinte".

"Henrique Vieira a todos deixa saudades e a certeza de que nunca será esquecido pela nação benfiquista. Obrigado, Henrique", adianta ainda o presidente "encarnado" numa nota publicada no sítio do Benfica na Internet.

Henrique Vieira, que morreu aos 65 anos, nasceu em Moçambique, onde jogou na Real Sociedade e Sporting de Lourenço Marques, antes de alinhar em clubes portugueses como Académica, Ginásio Figueirense, Atlético e Benfica.

Ao serviço dos encarnados o 28 vezes internacional pela seleção portuguesa conquistou sete títulos de campeão, uma Taça de Portugal, duas Supertaças e duas Taças da Liga.

A Federação Portuguesa de Basquetebol (FPB) declarou-se de luto, pela morte de Henrique Vieira, homenageando-o com um minuto de silêncio no jogo de hoje da seleção portuguesa frente a Montenegro, de qualificação para o Mundial'2023, em Odivelas, a partir das 19h00.