Reunião em Fátima em busca de um consenso

Reunião em Fátima em busca de um consenso
Catarina Domingos

Tópicos

Dois dos clubes que ficaram com jogos em atraso, Ovarense e Maia Basket, mostram-se preocupados com o adiamento de nove partidas, entre Liga, Proliga e Liga Feminina.

Com o primeiro fim de semana de competições seniores irremediavelmente afetado - foram adiados dois jogos da Liga, seis da Proliga e um da Liga Feminina -, a Federação Portuguesa de Basquetebol (FPB) reúne-se esta terça-feira à noite, em Fátima, com os clubes, em busca do ponto final no diferendo entre o organismo e a Associação Nacional de Juízes (ANJB). Neste encontro, a FPB deverá apresentar aos emblemas os procedimentos que quer adotar para agilizar o pagamento aos árbitros na época atual. Por seu turno, a ANJB também hoje promove uma reunião geral da classe, em Leiria.

No fim de semana, Ovarense e Maia Basket foram duas das equipas que ficaram com jogos em atraso, pois tinham encontro marcado entre si no sábado, mas só o juiz internacional Paulo Marques, obrigado pelos regulamentos da FIBA, compareceu. "É uma situação de extrema gravidade e que coloca em causa a relação dos clubes com os seus patrocinadores", alertou a O JOGO o presidente vareiro, Braga da Cruz. O líder dos maiatos, Rui Lopes, também se mostrou preocupado com esta situação. "Num ano em que a visibilidade pode ser melhorada com a presença de um clube de renome [FC Porto], começar a época desta forma é mau, não dá crédito a ninguém e fragiliza a nossa posição perante patrocinadores. O campeonato não devia ter começado havendo esta situação, mas parar agora é pior", defende. Recorde-se que o vice-presidente do Benfica para as modalidades Domingos Almeida Lima sugeriu que a FPB devia suspender a Liga "até a Federação se entender com os árbitros".