"Mostrámos que temos qualidade, não temos é consistência"

"Mostrámos que temos qualidade, não temos é consistência"
Redação com Lusa

Tópicos

Declarações de Ricardo Vasconcelos, selecionador de Portugal, após a derrota frente à Bélgica (69-66), da sexta e última jornada do grupo G de qualificação para o Euro'2021 feminino de basquetebol, disputado este sábado no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos, em Matosinhos.

Derrota: "Temos de entender onde estamos e para onde queremos ir. Por isso, temos de estar satisfeitos com o resultado. Perder nunca é bom, mas obviamente mostrámos que temos qualidade. Não temos é consistência."

Equipa: "É preciso trabalhar e jogar mais a nível internacional para se chegar a estes palcos e momentos de forma consistente. Esta equipa trabalha muito bem. Sinceramente, acho que qualquer português neste momento deveria ter orgulho nestas jogadoras."

JogoEquipa: "O que elas conseguiram hoje não é qualquer coisa. Discutiram o jogo até ao fim contra uma equipa que jogou meias-finais de Mundiais e Europeus e está nas 10 melhores do mundo e perderam por três pontos. Temos de ficar satisfeitos com isso, mas aprender."

Melhorar: "Há que procurar como é que poderemos melhorar um pouco mais para ganhar a tal consistência que não tivemos há dois dias e tivemos hoje. Repare-se que a Bélgica marcou 80 ou mais pontos em todos os jogos que fez, exceto nos dois contra Portugal."

Ucrânia: "O jogo com a Ucrânia [derrota por 58-87] era matar ou morrer. Não podíamos perder para aspirar ao apuramento, mas tivemos tanta vontade que acabou transferida para o lado da ansiedade. Num momento em que o jogo não estava como queríamos, partimo-nos."

Perda de identidade: "Os jogos que nos deixam mais frustrados são os em que perdermos a identidade como equipa. Quando ela funciona, nós competimos e a tranquilidade das jogadoras aparece. Hoje tínhamos o desafio de defrontar uma superequipa e havia diferenças emocionais.".