Lamar Odom sobreviveu a 12 derrames e seis ataques cardíacos

 foto AP

Ex-jogador da NBA revelou que após uma overdose, em 2015, esteve entre a vida e a morte e que ter resistido foi um milagre

Lamar Odom está prestes a lançar um livro, no qual conta a história da sua vida, marcada por um momento negro em que se viciou em drogas para fugir aos problemas de ansiedade, acabando por ser vítima de uma overdose.

"Os médicos dizem que estar vivo é um milagre. Foram 12 derrames e seis ataques cardíacos. Foi isso o que aconteceu", contou Odom num programa de televisão.

"Atualmente, sinto-me ótimo. Estou vivo... Tomei más decisões na vida. Provavelmente, foi um efeito da minha ansiedade. Isso sempre foi um grande problema para mim. É meio louco, porque eu jogava diante de 20 mil pessoas, mas a ansiedade sempre foi um problema", explicou Odom, de 38 anos, que foi bicampeão pelos Lakers.

Quarta escolha do Draft em 1999 pelos LA Clippers, Odom jogou durante 14 anos na NBA e, depois de problemas pessoais, agravados pela separação conturbada de Khloé Kardashian, em 2015, foi encontrado inconsciente num motel perto de Las Vegas. Exames identificaram presença de cocaína e o jogador passou semanas internado.