A vida do Clube dos Galitos

O emblema aveirense era o que tinha mais praticantes de basquetebol federados, à frente, por exemplo, do Benfica. Nos últimos anos, a secção, uma das mais antigas do País, focou-se na formação, .atraindo os mais novos pelo seu dinamismo

No Galitos de Aveiro as crianças descobrem a paixão pelo jogo bem cedo. Embora muitos já cheguem ao clube com ela. "Estamos numa cidade em que o basquetebol reina, muitos são filhos de atletas ou ex-atletas. Portanto, é natural que nasçam com essa paixão", lembra o presidente da secção, Pedro Seabra. Ao todo, o clube tem cerca de 120 minis, que se juntam várias vezes para encontros de exercícios e brincadeiras, mas eles são apenas uma parte do emblema aveirense, que, segundo os dados da Federação Portuguesa de Basquetebol referentes à época de 2011/12, é o que mais atletas federados tem em Portugal (320), à frente de Guifões ou Benfica (ver quadro). No entanto, o número real vai ligeiramente acima do oficial. "Os atletas só podem ser inscritos a partir do momento em que fazem seis anos. [Em 2011/12] Tínhamos alguns atletas que não reuniam essas condições. Para além disso, há muitos miúdos que não juntam toda a documentação para serem inscritos. Por isso, teremos cerca de 350", estima o coordenador técnico João Cura.

Ler toda a reportagem na edição e-paper e impressa