Confusão no Dragão: há dois jogadores a arriscar castigo

Confusão no Dragão: há dois jogadores a arriscar castigo

Jogo entre FC Porto e Sporting teve três desqualificados, mas só dois são visados no relatório do árbitro.

Esta quinta-feira joga-se o terceiro clássico das meias-finais entre Sporting e FC Porto (19h30), mas só horas antes o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Basquetebol (FPB) decidirá eventuais castigos, devido à confusão entre jogadores no segundo jogo, na terça-feira, no Dragão Arena, que resultou em faltas desqualificantes a António Monteiro, João Fernandes e Rashard Odomes.

Ao que O JOGO apurou, apenas dois dos três nomes terão sido visados no relatório do árbitro - possivelmente Fernandes e Odomes, que se travaram de razões em campo -, enviado para a FPB durante a madrugada de quarta-feira. Dada a proximidade entre partidas, os atletas tinham 12 horas para apresentar a sua defesa (em vez dos dois dias regulamentares, quando os desafios são mais espaçados). Monteiro, que já estava fora do terreno de jogo quando fez gestos obscenos para a bancada, recorreu entretanto às redes sociais para pedir desculpa, garantindo que "não foram dirigidos aos adeptos do FC Porto". "Dois indivíduos desataram a ofender-me verbalmente e a cuspir-me. O mesmo voltou a acontecer quando fui expulso (...) esses gestos foram para eles", explicou o extremo, que representou os portistas quatro épocas.

Com uma vantagem de 2-0, o FC Porto visita o João Rocha numa altura em que os ânimos entre os dois clubes voltam a estar extremados, levando Francisco J. Marques a acusar a atual direção dos leões. "Isto acontece desde que Frederico Varandas é presidente, é uma marca da presidência dele e ele é o responsável por isto", disse o diretor de comunicação do FC Porto.