Castigo a Ivan Almeida suspenso após recurso ao TAD

Castigo a Ivan Almeida suspenso após recurso ao TAD
Redação

Tópicos

Extremo do Benfica tinha sido castigado com dois jogos de suspensão pelos incidentes causados no Dragão Arena, onde se queixa ter ouvido insultos racistas.

A Federação Portuguesa de Basquetebol anunciou esta quinta-feira que o castigo aplicado a Ivan Almeida pelo Conselho de Disciplina se encontra em suspenso, depois de o jogador ter recorrido ao Tribunal Arbitral do Desporto, que aceitou a providência cautelar.

O extremo do Benfica apanhou dois jogos de suspensão, na sequência dos incidências ocorridos no jogo 4 da final do play-off, entre FC Porto e Benfica, quando mandou calar os adeptos azuis e brancos a celebrar o título nacional, instalando-se a confusão. Na véspera, no jogo 3, o internacional cabo-verdiano denunciou ter ouvido insultos racistas no Dragão Arena.

Na sequência do mesmo episódio, João Soares foi castigado com dois jogos de suspensão reduzidos para um, mas o antigo internacional português retirou-se, ficando a medida sem efeito.

Há um mês o Benfica anunciava que ia recorrer a decisão do CD. "Enquanto celebrávamos o título nacional, o nosso atleta foi, de novo, vítima de abusos racistas, os quais, como se compreende, não ignorou. Ao reagir foi interpelado por atletas adversários, gerando-se uma confusão que agora motiva um castigo. Há racistas que continuarão a frequentar pavilhões e uma vítima de atos racistas que, por se ter recusado a compactuar com o antiquado e inaceitável "cala-te e joga", é suspensa por dois jogos", escreveram as águias na altura.