Vera Barbosa nos Mundiais de atletismo, Francisco Belo ausente por lesão

Vera Barbosa nos Mundiais de atletismo, Francisco Belo ausente por lesão
Redação com Lusa

Tópicos

Barbosa, de 33 anos, é uma das atletas portuguesas mais experientes

A entrada da barreirista Vera Barbosa para o grupo de atletas portugueses qualificados para os Campeonatos do Mundo de atletismo é a principal novidade do fim do prazo para obtenção de marcas para Oregon'2022, que encerrou domingo.

Em contrapartida, Francisco Belo não irá ao lançamento do peso, por lesão já comunicada, apesar de estar na lista dos que seriam repescados por ranking para o concurso a disputar nos Mundiais de Eugene.

Por outro lado, Inês Henriques, antiga campeã e ex-recordista do Mundo de 50 km marcha juntou-se, mesmo no final do período de qualificação, a Ana Cabecinha, a outra portuguesa com marca nos 20 km marcha. A marchadora de Santarém já estava qualificada nos 35 km marcha.

Com um mês repleto de boas marcas, Vera Barbosa beneficiou de algumas desistências já comunicadas para subir a 38.ª de um ranking de qualificação dos 400 metros barreiras, que fecha nas 40 atletas.

Vera Barbosa, de 33 anos, é uma das atletas portuguesas mais experientes, tendo estado em dois campeonatos do Mundo e dois Jogos Olímpicos, mas desde 2016 que a recordista nacional não tinha tão bons resultados.

Inês Henriques, a experiente marchadora de 42 anos, deverá optar em Eugene por competir apenas nos 35 km marcha, a distância em estreia em Mundiais e cujo prazo de qualificação fechou há um mês, com o apuramento também de Vitória Oliveira e ainda Sandra Silva.

Em masculinos, os 35 km marcha terão João Vieira, vice-campeão mundial dos descontinuados 50 km marcha, e Rui Coelho.

Sem nenhum português, como já se esperava, ficam os 20 km marcha masculinos.

Qualificados por marca (mínimos), estão Lorene Bazolo (100 e 200 metros), Cátia Azevedo (400 metros), Marta Pen (1.500 metros), Solange Jesus (maratona), Patrícia Mamona (triplo salto), Auriol Dongmo (lançamento do peso) e Liliana Cá (lançamento do disco).

Situação diferente é a do campeão olímpico do triplo, Pedro Pichardo, que aparece com wild card por ter sido o primeiro na Diamond League de 2021 - sendo que também tem marca.

Nelson Évora, o campeão europeu do triplo, chegou a aparecer como qualificado em consequência desse título continental, mas com um concurso esta época só com nulos a sua entrada na delegação lusa para Oregon'2022 já fora descartada.

O sistema de apuramento para os Mundiais de Oregon'2022 é misto, com apuramentos por marca e por posição no ranking, para completar o número de atletas pretendidos em cada prova.

Por ranking estão em lugar elegível Evelise Veiga (comprimento), Jessica Inchude (peso), Irina Rodrigues (disco), Tiago Pereira (triplo) e Leandro Ramos (dardo).

Perto do limite estão Isaac Nader, nos 1.500 metros (a dois lugares), Tsanko Arnaudov, no peso (a quatro) e Etson Barros, nos 3.000 metros obstáculos (a sete).

A Seleção Nacional será divulgada na quinta-feira, duas semanas antes dos Mundiais, que se disputam de 15 a 24 de julho em Eugene, no estado norte-americano do Oregon.