Nélson Évora regressa mas não consegue quaquer salto válido

Nélson Évora regressa mas não consegue quaquer salto válido
Redação

Tópicos

O destaque na velocidade em termos de portugueses vai para a vitória de Rosalina Santos nos 60 metros,

Nélson Évora, antigo campeão olímpico do triplo salto, iniciou a época competitiva no meeting de pista coberta de Valência sem conseguir qualquer salto válido.

Com seis nulos, Évora ficou sem resultado no concurso, que foi ganho pelo burquinês Hugues Fabrice Zango, com 16,90 metros, à frente do francês Benjamin Compaoré (16,45) e Jonathan Seremes (16,30). O outro luso em prova, Tiago Pereira, foi quarto com 16,18 metros.

Mariana Machado esteve perto do seu melhor, nos 3.000 metros, sendo segunda a cortar a meta, em 9.03,18 minutos, logo atrás de espanhola Águeda Marques (8.55,02).

Ainda no meio-fundo, José Carlos Pinto foi quinto nos 1.500 metros (3.42,84).

O destaque na velocidade em termos de portugueses vai para a vitória de Rosalina Santos nos 60 metros, em 7,35 segundos (7,30 na semifinal), a confirmar-se como a terceira 'sprinter' lusa da atualidade, atrás de Lorene Bazolo e Arialis Gandula, atletas que já têm mínimos para os Europeus.

Catarina Karas foi quinta nos 60 metros barreiras, com 8,65 segundos (8,63 na semifinal), e Anabela Neto ganhou no salto em altura, com 1,77 metros.