Wings For Life: domingo é dia de correr por aqueles que não podem

Wings For Life: domingo é dia de correr por aqueles que não podem

Valor da inscrição reverte na totalidade para apoiar a investigação da cura das lesões na espinal medula.

Este domingo, dia 5 de maio, o mundo volta a correr por aqueles que não podem. Em Portugal continental, a corrida Wings for Life World Run começa às 12h00 e assinala o regresso da mais global corrida solidária do planeta, em que o contributo serve para apoiar a investigação da cura para as lesões da espinal medula.

Os interessados em apoiar a causa podem fazê-lo em qualquer lugar graças à APP Wings for Life World Run. Para isso basta formalizar a inscrição, que tem um valor de 15€ e juntar-se por via eletrónica ao pelotão global. Quem quiser pode juntar-se às APP Run organizadas em Lisboa (Parque das Nações), Gaia (marginal) e Lousada (centro).

A Wings For Life World Run tem permitido reunir importantes recursos financeiros, que já resultaram em cerca de 200 projeto a decorrer em 15 países e que já começam a dar os primeiros sinais de esperança: em novembro do ano passado os professores Grégoire Courtine e Jocelyne Bloch deram a conhecer os resultados do teste clínico STIMO (Stimulation Movement Overground), onde um paciente com uma lesão parcial da espinal medula andou pela primeira vez, em sete anos.

Esta corrida marca a diferença por juntar milhares de pessoas, ao mesmo tempo, em todo o mundo. Para além disso, a Wings For Life World Run não tem uma meta fixa, em vez disso os participantes são perseguidos por um Carro Meta que começa a andar 30 minutos depois da saída do pelotão, aumentando progressivamente a velocidade até apanhar o último corredor.

O atual recorde da competião situa-se nos 89.85 quilómetros.