Enganos marcaram a Volta a Paranhos

Enganos marcaram a Volta a Paranhos

Corrida do aniversário do Salgueiros teve um vencedor na meta, outro no pódio e um terceiro nas classificações.

O atleta Fábio Oliveira venceu esta manhã a 61.ª Volta a Paranhos, no Porto, embora não tenha sido o primeiro a chegar. Uma moto enganou o trio que se tinha isolado e discutia o triunfo, levando a que Sérgio Santos tenha sido o primeiro a terminar, com o tempo de 30m34, marca posteriormente atribuída aos quatro atletas prejudicados.

Mais estranho ainda, e embora tenha sido o atleta do São João da Serra a subir ao pódio no lugar mais alto, seguido por Luís Mendes e depois Rui Muga, as classificações deram mais tarde este último como vencedor.

Apesar de esta ter sido uma das mais confusas das 61 edições da segunda corrida mais antiga do país, destaque-se o fair-play dos atletas envolvidos, que permitiram repor a verdade desportiva.

No setor feminino, Daniela Sousa (individual), superiorizou-se a Sara Duarte, atleta do Sporting.

A prova, que teve 1973 no final dos 10 quilómetros, contou ainda com uma caminhada de quatro quilómetros que teve a participação de cerca de um milhar de pessoas. O evento que assinala o 107.º aniversário do Salgueiros reuniu, no total, cerca de 3000 participantes.
A Volta a Paranhos realiza-se desde 1956 e é a segunda prova de corrida a pé, no ativo, mais antiga do país, sendo suplantada apenas pelas 79 edições da Estafeta Cascais-Lisboa.

Classificações (10 km): total de 1973 atletas na meta
Masculinos
1.º Rui Muga (CA Mogadouro) 30:34
2.º Fábio Oliveira (S. João da Serra) 30:34
3.º Luís Mendes (Maia AC) 30:34
4.º Sérgio Santos (Locomotiva de Paranhos) 30:34
5.º David Figueiredo (Salvador do Campo) 31:29

Femininos
1.ª Daniela Sousa (individual) 34:15
2.ª Sara Duarte (Sporting) 35:15
3.ª Marta Martins (Braga) 35:22
4.ª Silvia Bidarra (individual) 35:41
5.ª Justna Wojcik (S. João da Serra) 36:09