Rio'2016: Jéssica Augusto lamenta "indisposição intestinal"

Rio'2016: Jéssica Augusto lamenta "indisposição intestinal"

A atleta passou por dificuldades na Maratona de Londres e teve de parar e ir à casa de banho de uma mercearia.

Uma "indisposição intestinal" prejudicou o desempenho da atleta portuguesa Jéssica Augusto na Maratona de Londres e comprometeu seriamente a aspiração de participar nos Jogos Olímpicos Rio2016.

Jéssica Augusto terminou a prova em 2:28:53 horas, em décimo lugar, tempo inferior ao seu recorde pessoal, de 2:24.25, obtido também na Maratona de Londres em 2014.

"Foi a maratona mais estranha que fiz na minha vida. Estava a correr tudo bem inicialmente até que perto do 15.º quilómetro comecei a sentir uma indisposição intestinal", contou à agência Lusa, no final da corrida.

Sem aguentar mais, ao 18.º quilómetro, "feita louca", descreveu, entrou numa mercearia junto ao percurso e pediu para usar a casa de banho, regressando depois à corrida, mas longe das atletas da sua categoria e sem se sentir nas melhores condições físicas.

"Limitei-me acabar, não consegui fazer nenhum abastecimento, não consegui encontrar-me na corrida. Hoje foi tudo contra. Queria melhor, estava a valer melhor, mas não consegui controlar. Não sei se foi nervosismo ou alguma reação ao abastecimento", lamentou.

Apesar de desapontante, o tempo obtido está dentro dos mínimos definidos pela Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, fixados em 2:32.30 horas para as mulheres.

Jéssica Augusto foi sétima na maratona dos Jogos Olímpicos de 2012, mas esteve afastada da competição por gravidez durante parte de 2015, não tendo conseguido assegurar os mínimos para o Rio2016 mais cedo.

A atleta está consciente de que a marca poderá não ser suficiente para ser selecionada para integrar a delegação nacional que vai viajar para o Brasil, embora mantenha esperança que a sua situação seja considerada.

"O objetivo principal, para além de concluir a maratona, era baixar das 2:28.00 horas, porque a terceira atleta que está apurada para os Jogos Olímpicos é a Filomena [Costa], que tem 2:28. Infelizmente fiz 2:28.53 horas", disse.

Jéssica Augusto considera que merece um lugar nos Jogos Olímpicos: "Penso que mereço um lugar na equipa olímpica, mas não gostava de estar na posição de quem vai ter de decidir. Estou aqui para aceitar e para servir o país se assim o acharem", vincou.

A Maratona de Londres foi ganha na prova feminina pela queniana Jemima Sumgong, em 2:22.58 horas.