Europeus de atletismo: Pichardo e Mamona apontam às medalhas no triplo salto

Europeus de atletismo: Pichardo e Mamona apontam às medalhas no triplo salto
Redação com Lusa

Tópicos

Final masculina está agendada para as 9h50. Mamona entra em cena depois das 16h00.

As finais do triplo salto dos Europeus de atletismo de pista coberta de Torun disputam-se este domingo e contam na lista dos principais favoritos com dois portugueses: Pedro Pichardo e Patrícia Mamona.

De manhã, a partir das 9h50, disputa-se a final masculina, em que Pichardo é claramente o grande candidato à medalha de ouro. De tarde, com hora marcada para as 16h20, Mamona entra em cena como muito provável conquistadora de uma medalha.

O luso-cubano Pedro Pichardo já competiu em Campeonatos do Mundo por Portugal, mas em provas continentais esta é uma estreia.

Todas as apostas apontam para que chegue ao ouro, por ser o líder europeu do ano, com 17,36 metros, e também por ter sido o melhor na qualificação, único a passar os 17 metros.

Patrícia Mamona venceu a qualificação com um salto de 14,43 metros, a um centímetro do recorde nacional, e é a segunda europeia do ano.

Tem como principal adversária a grega Paraskevi Papachristou, vice-campeã em 2019 (quando a portuguesa foi quarta) e líder europeia, com 14,60 metros, que saltou 14,39 metros na qualificação.

A espanhola Ana Peleteiro, campeã há dois anos, com 14,73 metros, também estará na final.

Na jornada final dos Europeus competem mais duas portuguesas, ambas nos 60 metros: Lorene Bazolo e Rosalina Santos. A tarefa das duas velocistas, ambas treinadas por Rui Norte, não será fácil, tendo de superar as suas melhores marcas deste ano para irem às semifinais.

Lorene Bazolo corre logo na primeira série (9:18) e Rosalina Santos na quarta série (9:42). Passam às meias-finais as quatro primeiras de cada uma das cinco séries e os quatro melhores tempos seguintes.