Europeu de Nações: Irina Rodrigues vence disco e Portugal lidera após primeiro dia

Europeu de Nações: Irina Rodrigues vence disco e Portugal lidera após primeiro dia

Após duas provas concluídas, Portugal segue na frente da classificação coletiva com 17 pontos, tal como a Hungria.

Portugal lidera a Primeira Liga do Europeu de Nações de atletismo, a par da Hungria, depois de concluídas duas provas na jornada inaugural, entre as quais o lançamento do disco feminino, ganho por Irina Rodrigues.

A atleta portuguesa, que chegou a Sandnes, na Noruega, com a melhor marca de todas as concorrentes, venceu com 58,16 metros, ao terceiro ensaio, mas qualquer um dos seus lançamentos serviria para ganhar.

"O facto de estar na liderança deixava-me mais à vontade, mas sentia também aquela pressão de ser a primeira e dar o máximo de pontos possível. Cumpri o objetivo, estou contente por isso. Mas gostava que tivesse sido uma marca melhor. O vento, forte nalguns momentos, afetou-me bastante, tal como a outras concorrentes que lançam como eu, pois somos destras e o vento estava da esquerda", afirmou Irina Rodrigues, citada pela Federação Portuguesa de Atletismo.

No lançamento do martelo, António Vital e Silva atingiu 68,72 metros, ao primeiro ensaio, e terminou em sexto, arrecadando os primeiros seis pontos para Portugal.

"É um sentimento agridoce, pois consegui a melhor prestação dos últimos anos, mas não consegui um resultado que sei estar a valer. Arrisquei, mas o lançamento não saiu como eu queria. Sabia que teria de lançar bem acima dos 72 metros para chegar aos quatro primeiros", disse o atleta.

No primeiro dia, nenhum dos atletas portugueses foi eliminado nas provas de velocidade, com Ricardo dos Santos o apurar-se para a final dos 400 metros, com a marca de 47,14 segundos, tal como Cátia Azevedo na sua prova, que terminou em 52,72 segundos, a controlar o ritmo.

O mesmo sucedeu com Vera Barbosa, vencedora da sua série de 400 m barreiras, com a marca de 56,96 segundos. Na prova masculina, Ricardo Lima também conseguiu fazer uma boa prova e apurou-se para final, com 52,51 segundos.

Na eliminatória dos 110 metros barreiras, Rasul Dabo apurou-se diretamente para a final, ao ser terceiro com 14,23 segundos (v:-1,5 m/s), e Olímpia Barbosa também ficou qualificada para a final dos 100 metros barreiras, com um registo de 13,85 segundos e o quarto posto na sua série (-0,4 m/s).

Lorene Bazolo venceu a sua série dos 100 metros e foi a melhor de todas, com 11,52 segundos (+0,7 m/s), enquanto Carlos Nascimento terminou em segundo lugar a sua série da prova masculina, com a marca de 10,68 (-1,4 m/s).

Bazolo alinhou alguns minutos depois na segunda série dos 200 metros, sendo segunda classificada com 23,76 segundos (-0,8 m/s). Diogo Antunes também se apurou para a final do duplo hectómetro, ao ser terceiro com a marca de 21,56 segundos (-0,3).

Após duas provas concluídas, Portugal segue na frente da classificação coletiva com 17 pontos, tal como a Hungria, enquanto Bielorrússia e Turquia tem 16. O Europeu de Nações prolonga-se até domingo.