Campeã olímpica suspensa por obstrução a processo de antidoping

Campeã olímpica suspensa por obstrução a processo de antidoping
Redação com Lusa

Tópicos

Brianna McNeal, vencedora dos 100 metros barreiras nos Jogos Olímpicos, em 2016, foi acusada pela Unidade de Integridade do Atletismo

A norte-americana Brianna McNeal, campeã olímpica dos 100 metros barreiras, foi suspensa provisoriamente por "obstrução ao processo antidoping", anunciou, esta quinta-feira, a Unidade de Integridade do Atletismo (AIU).

Em comunicado, a AIU acusa a velocista, de 29 anos, de "obstruir o processo de gestão de resultados, violando as regras antidoping da federação internacional de atletismo", sem fornecer mais pormenores.

McNeal, campeã olímpica no Jogos Rio2016 e campeã mundial em 2013, esteve foi suspensa por um ano em 2017, por ter violado três vezes as obrigações de localização para controlos antidoping.

A sete meses dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, adiados para 2021, esta decisão é mais um golpe no atletismo norte-americano, depois de Christian Coleman, campeão do mundo dos 100 metros, ter sido suspenso por dois anos por falhar as obrigações de localização para controlos antidoping.

O atleta norte-americano recorreu da decisão em novembro passado e continua a aguardar a decisão de Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) a respeito.