Atleta olímpico do Equador assassinado a tiro em Guayaquil

Atleta olímpico do Equador assassinado a tiro em Guayaquil
Redação com Lusa

Tópicos

O Equador encontra-se sob estado de emergência numa tentativa de combater o aumento da criminalidade.

O atleta equatoriano Alex Quinonez, finalista dos 200 metros nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, foi assassinado na sexta-feira na cidade portuária de Guayaquil (sudoeste), onde vivia, por razões ainda sob investigação.

O Ministério do Desporto do Equador disse que as autoridades estavam a investigar o homicídio do "melhor velocista da história do país" e expressou condolências aos familiares e amigos do atleta, de acordo com uma declaração.

O Equador encontra-se há quatro dias sob estado de emergência, decretado pelo Presidente do país, Guillermo Lasso, numa tentativa de combater o aumento da criminalidade.

Operações militares e policiais conjuntas têm-se concentrado em várias províncias do Equador, especialmente na província costeira de Guayas, cuja capital é Guayaquil, onde várias mortes violentas têm sido relatadas nas últimas semanas.

De acordo com fontes não oficiais, Quinonez e um amigo foram mortos a tiro por assaltantes desconhecidos na zona conhecida como Colinas de la Florida, em Guayaquil.

Quinonez não participou nos Jogos Olímpicos de Tóquio deste ano, na sequência de uma decisão do Comité Olímpico Internacional, que suspendeu o atleta por ter falhado um teste de doping de rotina.

O palmarés de Quinonez inclui os títulos de campeão nos Jogos Pan-Americanos, Ibero-Americanos, Sul-Americanos e Bolivarianos, entre outros.