Reviravolta sobre Porto Salvo dá ao Alpendorada final da Taça de andebol

Reviravolta sobre Porto Salvo dá ao Alpendorada final da Taça de andebol

O quarto classificado do campeonato nacional venceu a formação do segundo escalão na segunda meia-final da final four

O Alpendorada garantiu a passagem à final da Taça de Portugal de seniores femininos em andebol ao vencer o Porto Salvo por 25-23, em encontro da meia-final onde fez a reviravolta no resultado nos vinte minutos finais.

Numa boa partida de andebol, o quarto classificado do campeonato nacional venceu a formação do segundo escalão na segunda meia-final da "final four", que está a decorrer no Pavilhão dos Desportos de Vila Real, e vai defrontar na final, este domingo, às 17:30, o Madeira SAD, que bateu o Alavarium no outro encontro da meia-final por 32-27.

A formação lisboeta entrou mais forte e graças ao acerto de Maria Unjanque e Joana Pires, com quatro golos cada na primeira parte, conseguiu ter uma boa vantagem ao intervalo, impondo-se fisicamente.

Essa diferença não foi maior porque a jovem guarda-redes do Alpendorada, Rita Guimarães, impediu diversas finalizações, fazendo com que a diferença nunca fosse superior a quatro golos.

Após o mau período da equipa nortenha, que esteve sem marcar entre os 10 e 20 minutos, falhando muitos golos já nos seis metros, o Alpendorada dobrou o marcador em cinco minutos e minimizou os danos até ao intervalo.

A formação do distrito do Porto surgiu mais eficaz defensivamente e passou a causar mais dificuldades ao Porto Salvo em ataque, o que permitiu recuperar no marcador. Aos 38 minutos, pela primeira vez, colocou-se em vantagem por 16-15.

Apesar da reviravolta, o Porto Salvo manteve-se dentro do encontro, que chegou aos cinco minutos finais equilibrado. As lisboetas chegaram mesmo ao 22-22 e ao 23-23 aos 58 minutos.

Com tudo em aberto, o Porto Salvo teve uma exclusão até final e falhou a reviravolta graças a uma boa defesa de Rita Guimarães, que permitiu ao Alpendorada fazer o 24-23 e depois o 25-23 final.

Jogo no Pavilhão de Desportos de Vila Real.

Alpendorada - Porto Salvo: 25-23.

Ao intervalo: 11-13.

Sob a arbitragem de Nádia Lemos e Ana Carina Barbosa, as equipas alinharam e marcaram:

- Alpendorada (25): Rita Guimarães (1), Mariana Costa (11), Ângela Pessoa (4), Margarida Morais (1), Sara Barbosa (4), Leonor Gonçalves (1) e Ana Rita Silva (1). Jogaram ainda: Beatriz Couto, Ana Sofia Dias (1), Cristiana Alves, Josefina Rodrigues (1), Inês Pinheiro, Patrícia Silva, Cristiana Vieira, Ana Rita Neves e Márcia Santos.

Treinador: Alexandre Monteiro.

- Porto Salvo (23): Maria Pereira, Margarida Ribeiro (1), Rita Califórnia (3), Maria Unjanque (7), Joana Pires (5), Raquel Califórnia (3) e Íris Gonçalves (4). Jogaram ainda: Ana Margarida Viveiros, Maria Antunes, Oxana Esteves, Ana Cristina Martins, Ana Marta Ribeiro, Cláudia Moniz, Leonor Dionísio, Sílvia Delgado e Íris Sequeira.

Treinador: Paulo Santos.

Marcha do marcador: 1-2 (05 minutos), 4-5 (10), 4-7 (15), 4-9 (20), 8-10 (25), 11-13 (Intervalo), 13-15 (35), 17-16 (40), 19-17 (45), 21-19 (50), 22-21 (55) e 25-23 (resultado final).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.