Portugal na final do Europeu de Sub-20: "Vai ser um jogo com muito coração"

Portugal na final do Europeu de Sub-20: "Vai ser um jogo com muito coração"

Portugal e Espanha lutam hoje (17h00) pelo título continental de Sub-20. Será em Matosinhos e com o pavilhão esgotado desde ontem. Na primeira fase, Portugal ganhou 36-35, mas agora é para se conhecer o campeão europeu de Sub-20. Espanhóis têm cinco medalhas (dois ouros, uma prata e dois bronzes), Portugal uma prata (2010).

Foi com o propósito de conseguir uma grande classificação, que seria sempre a disputa das medalhas, que a Federação de Andebol de Portugal lançou mãos à organização deste Campeonato da Europa de Sub-20. Cientes da qualidade dos irmãos Kiko e Martim Costa, mas também do guarda-redes Diogo Rêma, do central André Sousa e do pivô Ricardo Brandão, entre outros, Miguel Laranjeiro, Augusto Silva e seus pares deitaram mãos à obra.

No recinto, a Seleção, muito bem comandada por Carlos Martingo (adjunto de Magnus Andersson no FC Porto) tem cumprido a função. Em seis jogos, soma cinco triunfos e uma derrota, esta quando já estavam as meias-finais garantidas. Uma das vitórias foi frente à Espanha, na primeira fase, por 36-35.

Hoje há reencontro com os espanhóis, mas a valer um título que Portugal nunca alcançou (medalha de prata em 2010) e que, pelo contrário, a Espanha já celebrou duas vezes (2012 e 2016).

"Vai ser um jogo de alta intensidade, com muito coração, muito querer e não tenho dúvidas que nós vamos apresentar esses argumentos, assim como a Espanha, até porque essas são características do jogo espanhol, a intensidade que colocam e o coração com que jogam", antecipou Carlos Martingo, garantindo: "Nós, com a ajuda do público, vamos dificultar ao máximo a tarefa do adversário e vencer."

André Sousa, o central dos dragões e capitão da equipa das Quinas, também abordou o encontro. "A Espanha foi o adversário que mais dificuldades nos causou, nós marcámos um golo nos últimos segundos que nos deu a vitória. Sabemos que é uma equipa muito complicada", alertou.

Único título foi em 1992 de sub-18

Ao nível de seleções, o andebol português só somou um título. Foi em setembro de 1992, na Suíça, no escalão de Sub-18, na altura apenas conhecido por juniores. Sérgio Morgado, Eduardo Filipe, Miguel Póvoas (capitão), Miguel Fernandes e Danilo Ferreira eram alguns dos jogadores comandados por Mircea Costache. Dois anos depois, esta mesma geração de atletas, reforçada com jogadores como Ricardo Andorinho, Ricardo Costa e Carlos Matos conquistou a medalha de prata no Europeu de Israel. No ano seguinte, a medalha de bronze no Campeonato do Mundo de Sub-21, da Argentina. Em 2010, Portugal foi prata em Sub-20.