"Nos Jogos Olímpicos vamos tentar uma medalha. Vamos continuar a ser malucos"

"Nos Jogos Olímpicos vamos tentar uma medalha. Vamos continuar a ser malucos"
Redação

Tópicos

A Seleção de andebol chegou na tarde desta segunda-feira a Portugal e o selecionador Paulo Jorge Pereira falou aos jornalistas sobre o apuramento para os Jogos Olímpicos.

Qual é o sentimento depois desta vitória? "Muito orgulho. Mas também muito cansaço. Estas últimas três semanas foram uma longa viagem por razões que todos conhecem [morte de Quintana]. Aproveito para dar um beijinho à Raquel e à Alícia, esposa e filha do Quintana. Estou seguríssimo de que este 'plus' de energia que tivemos veio dele. Sozinhos não conseguiríamos. Estou orgulhosíssimo deste staff e destes jogadores com um caráter fantástico."

Vitória foi mais com o coração do que com a cabeça? "As duas coisas estiveram sempre presentes. Não atingiríamos este resultado se não estivéssemos centrados no processo. E o processo fez com o que o resultado aparecesse."

Objetivos: "Nos Jogos Olímpicos vamos tentar uma medalha. É uma coisa louca, mas vamos continuar a ser malucos, porque somos mais felizes assim."

O que pensou no golo de Rui Silva: "Quando estamos no jogo, estamos muito focados. Só olhei para o marcador para ver quantos segundos faltavam, vi que havia tempo para marcar golo e sabia que o Rui ia marcar. Os segundos finais foram de ver o que ia acontecer."

Apuramento coloca Portugal num patamar superior? "Coloca, sim. Mas já estávamos, porque já nos batemos com qualquer seleção. A partir deste momento, o meu receio é quanto tempo vamos conseguir manter este nível e o que temos de fazer para o manter."

Como foi gerir esta competição depois da morte de Quintana? "Foi uma situação nova para todos, muito difícil de gerir. Só com atletas deste caráter e com esta vontade de se superaram é que podíamos obter este resultado. Nenhum treinador do mundo conseguiria fazer alguma coisa sem um grupo de atletas assim."

O melhor ainda está para vir? "Oxalá que o melhor ainda esteja por vir. Mas já fizemos uma coisa muito interessante."