"Não esperávamos uma derrota por tantos", disse Paulo Jorge Pereira

"Não esperávamos uma derrota por tantos", disse Paulo Jorge Pereira
Redação

Tópicos

Declarações do selecionador Paulo Jorge Pereira depois da derrota de Portugal frente à França que afastou a Seleção Nacional do Mundial de andebol

Desequilíbrio: "Não esperávamos uma derrota por tantos golos. É preciso termos muito respeito pela França, o que a França tem feito enquanto país no desporto e no andebol. Tem feito muito pelo andebol, temos que respeitar muito a França e também enquanto equipa. Mesmo assim, não esperávamos um resultado tão desnivelado."

Análise: "Eu acho que nós até nem jogámos assim tão mal. Falhámos foi muito na questão da concretização. O ataque da França foi bastante melhor do que a nossa defesa. Alguns problemazinhos que fomos arrastando acabaram por culminar todos hoje. Quando é assim, nós só temos de desejar boa sorte à França e à Noruega. O que é certo é que até agora temos quase sempre jogado no nosso limite e, por vezes, conseguimos ter sucesso, por vezes não. Vamos continuar a fazer aquilo em que acreditamos e com aquilo que sonhamos."

Agradecimentos: "Hoje queríamos dar uma prenda a todos os portugueses que estão num mau momento, mas não foi possível. Vamos continuar a aceitar todo o apoio que tem chegado de Portugal e continuar a fazer com que o andebol possa, pouco a pouco, crescer de maneira a que possamos ter mais constância na competição. Já não estávamos aqui há 18 anos, regressámos e agora espero que seja para ficar."