Euro'2022: bicampeã Espanha estreia-se com triunfo

Euro'2022: bicampeã Espanha estreia-se com triunfo

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Bicampeã Espanha estreia-se com triunfo, Países Baixos surpreendem Hungria

A bicampeã Espanha iniciou a defesa dos títulos no Euro2022 de andebol com um triunfo frente à República Checa (28-26), enquanto anfitriã Hungria foi surpreendida, face ao desaire ante os Países Baixos (31-28).

No dia em que arrancou o torneio na Hungria e Eslováquia, a grande surpresa recaiu precisamente num dos anfitriões, inseridos no grupo B de Portugal, que apenas se estreia na sexta-feira, diante da Islândia.

Os 11 remates certeiros do lateral Kay Smits, que atua nos germânicos do Magdeburg, revelaram-se decisivos na nova Arena Multifuncional, em Budapeste, onde o conjunto da casa ainda chegou ao 28-28, no segundo tempo. O central Máté Lékai, autor de oito tentos, destacou-se no lado do magiar.

De resto, a bicampeã mundial Dinamarca, a campeã olímpica França e a mais titulada em Europeus, a Suécia, cumpriram na estreia.

Os espanhóis, que conquistaram o título europeu nas duas últimas edições (2020 e 2018), até nem entraram da melhor maneira no desafio, mas viriam a ter o controlo, quando passaram a liderar por 11-10, embalando para uma segunda parte sempre na frente.

O lateral Eduardo Gurbindo, com seis tentos anotados, foi o melhor marcador da Espanha e no conjunto checo evidenciou-se o ponta Jakub Hrstka, igualmente com seis.

No outro jogo do grupo E, a Suécia, em modo "passeio", teve uma tarefa fácil ante a Bósnia e Herzegovina (30-18), incapaz de contrariar o poderio de umas das crónicas candidatas à conquista da medalha de ouro, que já alcançou em quatro ocasiões (1994, 1998, 2000 e 2002).

A campeã olímpica França teve pela frente a vice-campeã europeia Croácia, que nunca desistiu de discutir o resultado, apesar do ligeiro ascendente para os gauleses, mais fortes na reta final do desafio, que terminou com uma diferença de cinco golos (27-22).

No grupo C, a Sérvia acompanha a França na liderança, depois de superar facilmente a Ucrânia, por 31-23.

Por sua vez, no grupo A, a bicampeã mundial Dinamarca não quis ficar atrás das favoritas Espanha e França, com a seleção de Montenegro a tornar-se numa presa fácil, sem hipóteses de discutir de igual para igual uma partida que terminou com 30-21 no "placard".

Uma boa entrada no torneio e nesta "poule" teve também a Eslovénia, diante da Macedónia do Norte (27-25), que entrou melhor, mas não aguentou os melhores argumentos apresentados pela seleção liderada em campo pelo lateral Jure Dolenec (cinco golos).

No primeiro duelo do grupo F, a Rússia, comandada por Daniil Shishkarev (sete) e Sergei Kosorotov (nove), imperou sobre a Lituânia (29-27), enquanto a candidata Noruega cilindrou a outra anfitriã da prova, a Eslováquia (35-25), por 10 golos de diferença.

Portugal apenas se estreia na sexta-feira, em Budapeste, diante da "velha conhecida" Islândia, naquela que será a sétima presença na prova e quarta consecutiva em grandes competições.

Os dois primeiros classificados de cada um dos seis grupos qualificam-se para a main round (fase principal).

Na fase principal, os dois primeiros classificados de cada grupo apuram-se para as meias-finais, enquanto os terceiros classificados vão disputar o jogo de disputa dos quinto e sexto lugares.