Exclusivo "É impossível falar de FC Porto e de andebol sem falar no Alfredo Quintana"

"É impossível falar de FC Porto e de andebol sem falar no Alfredo Quintana"
Rui Guimarães

Tópicos

Se a época do andebol do FC Porto foi altamente positiva, por outro lado ficou marcada pela trágica morte de Alfredo Quintana, o primeiro cubano a chegar ao andebol português, em março de 2011

O desaparecimento do guardião luso-cubano Alfredo Quintana, a 26 de fevereiro, vítima de paragem cardiorrespiratória, abalou imenso o plantel azul e branco. Iturriza, grande amigo do guarda-redes, recordou-o com emoção.

Onde arranjaram forças para superar a tremenda adversidade deste ano?
-Foi difícil (pausa). Foi com o tempo. Eu posso falar por mim e, quando tivemos aquele primeiro jogo, com o Elverum, para a Champions, fui com o pensamento de que tinha de o fazer porque ele esteve aqui a jogar andebol e a querer levar a equipa para a frente (pausa). Foi muito difícil estar nesse jogo sem ele, ainda é muito difícil jogar sem ele.