"As pessoas que não se enganem, que eu não venho para acabar"

"As pessoas que não se enganem, que eu não venho para acabar"

Humberto Gomes, guarda-redes de andebol, está de regresso ao ABC.

Depois de duas temporadas ao serviço do Póvoa AC, Humberto Gomes, de 44 anos - festejará 45 no dia 1 de janeiro - vai voltar ao clube que durante mais épocas (24) representou ao longo da carreira, o ABC. "As pessoas que não se enganem, que eu não venho para acabar. Este meu regresso dá-se porque se trata de um projeto muito aliciante que me foi proposto pelo presidente Carlos Matos e do qual quis, e quero, fazer parte. Foi algo que me entusiasmou bastante e aceitei", disse de pronto Humberto Gomes a O JOGO, com o bracarense, natural da freguesia de São João do Souto, a explicar: "Venho para tentar ajudar o ABC. De facto, é um voltar a casa, sei bem disso, mas o que quero é ajudar o clube a alcançar os objetivos que, para o ano, passam por chegar ao quarto lugar do campeonato, no mínimo".

Humberto Gomes, que começou a praticar andebol no Sporting de Braga, durante duas épocas, e também passou por FC Gaia, São Bernardo, Belenenses e Sporting, para além do Póvoa AC, sublinha que este retorno ao Pavilhão Flávio Sá Leite não indicia mesmo qualquer decisão no sentido de colocar um ponto final na carreira. "Quero jogar, o que pretendo é ajudar a equipa. Longe de mim está a ideia de acabar a carreira. Sinceramente, ainda estou muito longe de pensar nisso. Claro que percebo que, temporada após temporada, esse fim está cada vez mais próximo, mas não sei se será no fim desta, ou da outra, ou da seguinte, ou da que se seguirá ainda, o que sei é que vou jogar mais esta e, se me sentir bem, continuar para a que se seguirá", garantiu, não deixando, todavia, de reconhecer que "se o corpo disser chega", tem de "acabar a carreira". E se isso se der nesta nova passagem pelo ABC? "Se isso acontecer aqui, estando a jogar em casa, no clube onde mais tempo estive, para cima de 20 anos, é claro que será lindo, muito lindo", respondeu.

Nas duas épocas anteriores, como referimos, Humberto, uma das figuras mais acarinhadas do andebol português, foi dar uma ajuda ao Póvoa AC. "É um clube que tem todas as condições para singrar. Está num processo de crescimento, não só de estrutura, como de mentalidade, mas tem tudo para fazer grandes coisas na modalidade", defendeu. "Quero aproveitar a oportunidade para deixar uma palavra a todos os dirigentes do clube, a todos os adeptos e a todos os poveiros e dizer-lhes que podem contar sempre comigo, embora agora noutras funções ou circunstâncias. Desejo toda a sorte ao Póvoa" , terminou Humberto Gomes.
Recorde-se que, aos 44 anos, o guardião soma quatro campeonatos, três Taças de Portugal, três Supertaças, uma Taça da Liga e duas Taças Challenge.