Andebol: Benfica na final da Supertaça após vencer FC Porto no prolongamento

Andebol: Benfica na final da Supertaça após vencer FC Porto no prolongamento
Redação com Lusa

Tópicos

O Benfica garantiu hoje um lugar na final da Supertaça de andebol masculino ao vencer o FC Porto, por 37-36, no primeiro jogo das meias-finais da final four, após partida equilibrada e só decidida no segundo prolongamento.

Com esta vitória na abertura da competição que marca o arranque oficial da época 2022/23, o Benfica marca encontro na final com o vencedor da outra meia-final, que coloca frente a frente Belenenses e Sporting.

Na competição disputada em Serpa, o Benfica esteve melhor na primeira parte, chegando a ter uma vantagem de quatro golos, com o alemão Ole Rahmel em destaque, com sete remates certeiros nesse período.

Já o FC Porto, tetracampeão nacional e atual detentor da Supertaça, equilibrou o jogo no último terço da primeira parte e chegou ao intervalo com apenas um golo de desvantagem (17-16), consumando a reviravolta durante o segundo tempo.

Aproveitando o desacerto dos encarnados, o FC Porto até chegou a ter uma vantagem confortável, mas o Benfica não desistiu e ganhou novo fôlego como o golo de baliza a baliza do guarda-redes Sergey Ferrer, quando os dragões jogavam só com seis.

Nos últimos 30 segundos e com o FC Porto só com um golo de vantagem, o portista Rui Silva foi sancionado por jogo passivo, o que lhe valeu o cartão vermelho e um livre de sete metros para os encarnados.

O alemão Ole Rahmel concretizou o livre e o jogo foi para o primeiro prolongamento, período no qual o equilíbrio e a troca constante da posição de vencedor entre as duas equipas foi a principal nota de destaque.

Durante o segundo prolongamento, o equilíbrio manteve-se e só nos instantes finais o Benfica desfez a igualdade com um golo do sérvio Petar Djordjic.

Jogo no Pavilhão Municipal dos Desportos Carlos Pinhão, em Serpa, no distrito de Beja.

Benfica - FC Porto, 37-36.

Ao intervalo: 17-16.

Sob a arbitragem de Daniel Martins e Roberto Martins, as equipas alinharam e marcaram:

- Benfica (37): Sergey Ferrer (1), Demis Grigoras (2), Ádám Juhász (2), Paulo Moreno (4), Alexis Borges (1), Jonas Kallman (3) e Ole Rahmel (12).

Jogaram ainda: Bélone Moreira (2), Carlos Martins (1), Ander Izquierdo (1), Fred Bingo, Leandro Semedo, Petar Djordjic (8) e Vladimir Vranjes.

Treinador: Chema Rodríguez.

- FC Porto (36): Sebastian Frandsen, Daymaro Salina (5), Jakob Mikkelsen (2), António Areia (3), Nikolaj Christensen (5) e Rui Silva (3).

Jogaram ainda: Pedro Valdês, Pedro Cruz (3), Nikola Mitrevski, Ignacio Jiménez, Jack Thurin (2), Leonel Fernandes (2), Diogo Branquinho (3), Miguel Alves (4) e Fábio Magalhães (4).

Treinador: Magnus Andersson.

Marcha do marcador: 2-3 (05 minutos), 6-5 (10), 9-5 (15), 13-9 (20), 13-12 (25), 17-16 (Intervalo), 19-18 (35), 20-22 (40), 21-23 (45), 24-26 (50), 26-27 (55), 29-29 (60), 31-31 (65), 33-33 (70), 35-35 (75) e 37-36 (80).

Assistência: Cerca de 850 espectadores.