Adelino Caldeira pegado com Bruno de Carvalho

Adelino Caldeira pegado com Bruno de Carvalho
Rui Guimarães

Tópicos

Administrador da SAD portista recusou apertar a mão ao presidente do Sporting e os dois envolveram-se num bate-boca sobre... fruta.

Bruno de Carvalho e Adelino Caldeira pegaram-se na tarde de domingo, antes do início da final da Taça de Portugal em andebol, disputada entre Sporting e FC Porto em Tavira. Tudo começou quando o presidente dos leões, acompanhado por Augusto Inácio e outros elementos da estrutura, foi encaminhado por dirigentes da Federação para ser apresentado ao administrador da SAD portista. Quando lá chegou, este recusou dar-lhe a mão, justificando-o pelas palavras de Bruno de Carvalho a propósito da venda de Moutinho ao Mónaco, quando disse que "o Sporting não é dado a frutas".

Começou aí uma troca de palavras azeda com muitas referências a fruta, em especial a "maçã podre", a expressão usada por José Eduardo Bettencourt para se referir a Moutinho. Tudo terminou quando Bruno de Carvalho virou as costas e se sentou no lugar que lhe estava destinado, duas filas abaixo de Adelino Caldeira.

No final do jogo, que terminou com a vitória do Sporting por 30-28, Bruno de Carvalho fez questão de deixar um aviso ao rival: "As pessoas vão ter de se habituar que o Sporting mudou. Quem pensa que manda no desporto estava enganado. Esta é a garra do leão, os outros que se cuidem. Começámos um novo ciclo e que os outros se comecem a habituar ao sabor da derrota. Quem pensava que mandava no desporto vai ter de começar a amargurar e a habituar-se à derrota."