Soube da morte do marido pelo Twitter de Simeone

Soube da morte do marido pelo Twitter de Simeone

Um jornalista argentino, Jorge Luis López, de 38 anos, que estava no Brasil a fazer a cobertura do Mundial, morreu na madrugada de quarta-feira em São Paulo, na sequência de um acidente de viação. E a sua esposa apenas teve conhecimento da morte do marido através do Twitter do treinador do Atlético de Madrid, Diego Simeone.

"Não se foi apenas um grande jornalista. Foi-se também um amigo. Muita dor. Minhas condolências a Verónica Brunati e família. Descanse em paz, Jorge "Topo" López", escreveu Diego Simeone na sua conta na rede social.

Cerca de uma hora depois, Verónica, a esposa do jornalista, respondeu: "Diego, não me digas isso". "Por favor, sou a mulher de Topo. Alguém me ligue, estou no hotel Quality Jardim, em São Paulo", escreveu depois Verónica Brunati, também jornalista, na sua conta no Twitter, acrescentando o seu número de telefone e do quarto do hotel.

O jornalista argentino, que trabalhava para a rádio "La Red", estava a regressar para o hotel quando o táxi em que seguia foi atingido por um carro roubado. O acidente ocorreu por volta das 1h30, num cruzamento, e Jorge Luis López, que estava no banco de trás, sem cinto de segurança, teve morte imediata ao ser projetado para fora do veículo. O taxista sofreu apenas alguns ferimentos e foi levado ao Hospital Geral de Guarulhos, São Paulo.