Pelé queria ver Barça no Mundial

Pelé queria ver Barça no Mundial

O "rei" elogia a Espanha com uma espinha dorsal catalã e com um estilo que lhe lembra os seus tempos de glória no Santos e na canarinha

A figura maior do futebol brasileiro, Pelé, confessou a sua grande admiração pelo Barcelona e o seu estilo de futebol, alegando querer ver a seleção espanhola a jogar dessa mesma forma no Mundial. Em entrevista ao jornal AS, a glória brasileira tece elogios à Roja em versão... blaugrana.

"Identifico muito o jogo de Espanha com o do Barcelona, o Barcelona é a equipa de Espanha e faz-me recordar muito o tempo em que eu jogava. E encanta-me Xavi, assim como Iniesta, Messi. É uma equipa que faz recordar o Santos da minha época, comigo, com Zito, Coutinho, Pepe", afirmou Pelé, que também está desejoso de ver jogar a Alemanha, equipa do grupo de Portugal neste Mundial.

Sobre a opção do compatriota Diego Costa em jogar pela seleção espanhola, Pelé diz achar estranho, mas reconhece que faz parte dos tempos modernos. "Surpreende-me na medida em que, no passado, ninguém queria deixar de poder jogar pelo Brasil. Mas os tempos mudaram e há que respeitar a decisão do jogador, que tem de estar onde se sente bem . Só desejo que não tenha sorte quando defrontar o Brasil", referiu Pelé.

O antigo internacional da canarinha lamenta, ainda, que hoje as equipas "se preocupem demais em jogar para ganhar do que em dar espetáculo" e deixou um alerta para jovens jogadores como Neymar. "A fama pode ser perigosa e a família é fundamental. Agora há um problema acrescido, que são os media e as redes sociais. Hoje, os jogadores são artistas, pintores, modelos, fazem tudo...", diz o "rei".

Pelé reflete que no presente "protegem-se mais os árbitros do que os futebolistas" e desvaloriza os protestos do povo brasileiro contra o Mundial. "As pessoas têm razão nas suas queixas, mas estas não são contra o futebol. O futebol fez o Brasil grande, mas outra coisa é a corrupção dos políticos", lançou Pelé.