"Portugal quase KO"

A imprensa internacional dá relevo à enorme dificuldade de Portugal em qualificar-se para os oitavos de final do Mundial'2014.

Começando por um exemplo vindo dos Estados Unidos, adversário no jogo do Grupo G, o generalista e influente Washington Post sintetiza: "EUA deixam-se empatar com um golo de Portugal nos descontos".

No comentário, refere que "os jogadores norte-americanos acabaram a partida ainda apáticos, recusando-se a acreditar no que aconteceu nos últimos instantes".

Com uma foto de Cristiano Ronaldo, de mão na cabeça e ar desolado, a edição online do diário Marca, de Espanha, titula: "Portugal quase KO", referindo o golo de Varela, ao minuto 90+5, como aquele que "evitou a eliminação já hoje".

Na Catalunha, o El Mundo Deportivo diz que Portugal se salvou no final: "Quando já todo o Mundo se despedia, uma cabeçada de Varela manteve ainda vivo o sonho".

O Globo (Brasil), na sua página oficial na internet, descreve: "Mesmo com empate heroico no último minuto, nem jogadores de Portugal acreditam muito: desiludidos".

"Portugal salva-se com um golo aos 90+5", escreve a italiana Gazzetta dello Sport, que fala em "emoção em Manaus".

Em França, o L'Équipe titula "Portugal ainda acredita", também com uma fotografia de Cristiano Ronaldo, dando conta da campanha negativa do combinado de Paulo Bento.

"Goleado pela Alemanha na primeira jornada, Portugal evitou nos últimos minutos uma despedida prematura".