Muntari agrediu dirigente da federação

Muntari agrediu dirigente da federação

Além de agredir o executivo federativo, ainda o perseguiu e ameaçou com uma garrafa de vidro partida para exigir o pagamento do prémio do Mundial em dívida.

O ganês Muntari, afastado da seleção do seu país por questões disciplinares por tempo indeterminado -- tal como o seu colega Kevin Boateng --, já nem defrontando Portugal esta quinta-feira, agrediu um membro do comité executivo da federação do Gana, Moses Armah, e ainda o perseguiu com uma garrafa de vidro partida para exigir o pagamento do dinheiro em dívida relativo ao prémio de participação no Mundial.

Boateng foi afastado da seleção ganesa na sequência de insultos ao selecionador Stephen Appiah.

Recorde-se que a verba em dívida aos jogadores da seleção pela respetiva federação foi paga, em dinheiro vivo, na quarta-feira ao fim do dia, por intervenção do presidente do Gana.