Nigerianos cortam o cabelo em estação de serviço

Nigerianos cortam o cabelo em estação de serviço

Emenike, Musa e Omeruo atravessaram a rua e foram cortar o cabelo na véspera do decisivo jogo com a Bósnia, do grupo B.

O luxo não importava, porque o importante era consegui cortar o cabelo. Terá sido dessa maneira que pensaram três jogadores da seleção da Nigéria, alojados nos arredores de Cuiabá, antes de atravessarem a rua do hotel para se tornarem nos clientes mais famosos do salão Aeroporto, situado numa estação de serviço.

Emenike cortou o cabelo, Musa pintou e Omeruo arriscou um corte ao estilo moicano. Cada um pagou 20 reais, cerca de 6,5 euros.