James está a fazer esquecer Falcao

James está a fazer esquecer Falcao

A FIFA já o nomeou melhor jogador da fase de grupos, depois do ex-jogador do FC Porto se ter imposto como líder incontestável da Colômbia

Quando Falcao se lesionou no joelho esquerdo frente ao Chasselay, na Taça de França, em janeiro, a Colômbia viveu um drama nacional, que levou até o presidente Juan Manuel Santos, em trânsito pela Europa, a fazer um desvio pelo Porto para visitar o avançado.

Apesar do contrarrelógio para recuperar Falcao, o avançado do Mónaco acabaria por não recuperar a tempo de participar no Mundial. Mas hoje, com o percurso da Colômbia no Mundial, quem se lembra dele?

James Rodríguez, ex-jogador do FC Porto, fez muito mais do que assumir o testemunho. Aos 22 anos, com três golos marcados e duas assistências para outros dois na fase de grupos, o 10 colombiano assumiu-se como um dos jogadores mais preponderantes deste Mundial, à frente de Benzema, Robben e Messi, confirmando-se aliás pela recente eleição da FIFA, que o considerou o melhor jogador da fase de grupos.