"Esforçamo-nos para ser os melhores da prova"

"Esforçamo-nos para ser os melhores da prova"

Jogará sem medo contra a Inglaterra e com Thiago Motta e Balotelli no onze inicial.

A Itália é dos países com mais conquistas a nível mundial, mas o presente não se pode fazer com o recurso ao passado. Cesare Prandelli é humilde ao reconhecê-lo, mas isso não lhe retira ambição para o que falta jogar no Euro'2012. "Não somos os mais fortes da prova, mas estamos a esforçar-nos para ser. Estamos a tratar de crescer, dentro do futebol que temos produzido. Só precisamos de um pouco mais para dar o salto de qualidade", disse na habitual conferência de imprensa que antecede os jogos.

Sobre a Inglaterra, que vai defrontar amanhã, considera que se trata de "uma equipa muito organizada, que concentra o seu jogo num espaço de 38 metros." O técnico acredita que para ganhar é necessário que os seus jogadores também consigam encurtar o futebol. Mas essencialmente jogar como um todo. "Podemos defrontar a Inglaterra sem medo. Temos de nos distribuir bem sobre o campo. Não somos os mais fortes e temos que jogar como um todo. Temos qualidade e este é o momento de o demonstrar", declarou.

Por fim, confirmou que Thiago Motta deve recuperar da lesão que o tem apoquentado e garantiu que ter Balotelli do seu lado é uma vantagem. "Conhece bem o futebol da Inglaterra", explicou.