"Se há vida, há esperança"

Treinador não atirou a toalha ao chão e desafiou a sua equipa a pensar apenas nos três pontos. Se houver "cereja no topo do bolo"... melhor

O dito popular envolvendo crença foi repetido três vezes pelo treinador numa conferência de Imprensa onde voltou a lamentar o azar nos jogos diante de V. Guimarães (0-0) e Benfica (0-1), que considerou terem sido decisivos para a história deste campeonato.

Como antevê o duelo frente ao Braga?

-Sabemos a qualidade do Braga e o que está em disputa. Eles já conquistaram os seus objetivos na Liga, mas o Sporting ainda luta pelo título, estando sempre à espera de terceiros. O jogo será excelente, como foi o da Taça. Estamos fortes e no nosso melhor período. Confiamos na vitória.

Ainda acredita na conquista do título?

-Enquanto há vida, há esperança. Acreditamos que temos possibilidades. Temos de fazer o nosso trabalho para não pensar em cenários. Vamos fazer o nosso trabalho com a mesma paixão, tal como os nossos adeptos, que nos vão acompanhar com fé e confiança.

Vai deixar alguma mensagem especial aos jogadores antes do início do jogo?

-Não é naqueles momentos antes do jogo que a minha mensagem pode ter influência positiva. A mensagem tem sido dada ao longo desta semana, durante os treinos.

Vai estar atento ao que se passa no Estádio da Luz?

-Claro que temos de saber o que se está a passar na Luz, mas toda a estratégia será delineada em função do nosso jogo com o Braga. Acho que essa expectativa não vai mexer em nada com a equipa, embora seja fácil de perceber, pelas reações do público, o que está a acontecer na Luz. Se tivermos de jogar com esse pormenor, seria bom sinal.

Se for o Benfica o vencedor, será um justo campeão?

-Não vou responder porque estaria a falar antes de as coisas acabarem. Amanhã [hoje] respondo a essa pergunta.

Chegou a dizer que o Benfica continuava a jogar à sua imagem. Fica satisfeito por ver os dois candidatos a jogarem com o seu cunho?

-É uma pergunta inteligente e factual. Outra que é para responder amanhã [hoje].

Há mais mérito do Benfica ou demérito do Sporting nas posições atuais na Liga?

-Quero ver o lado positivo. Caso o Sporting ganhe, soma 86 pontos e pode não ser campeão. Essa pontuação costuma dar para acabar vencedor, mas o nosso rival também está a fazer um campeonato dentro daquilo que eu esperava que fizesse. Não vamos falar em tristezas porque as coisas ainda não acabaram. Temos consciência de que fizemos um campeonato espetacular. Se amanhã [hoje] houver cereja no topo do bolo, melhor.

Olhando para trás, alteraria alguma coisa em algum jogo da temporada?

-Agarro-me ao que não posso controlar. Acho que fomos penalizados pelo azar nos jogos com o V. Guimarães e o Benfica, que merecíamos ter ganho. Se o fizéssemos, a história agora era outra...