Manchester United ataca William Carvalho

Manchester United ataca William Carvalho

Final da participação lusa no Mundial precipita avanço dos red devils, que vão tentar negociar abaixo dos 45 milhões de euros exigidos pelos leões. Chelsea na corrida.

O Manchester United prepara-se para apresentar a primeira proposta concreta para a transferência de William Carvalho, a grande revelação da liga portuguesa em 2013/14. Os red devils veem o médio defensivo como um jogador importante para a reconstrução do seu plantel e estão dispostos a abrir os cordões à bolsa, mas vão tentar negociar abaixo dos 45 milhões da cláusula de rescisão que a SAD verde e branca pretende receber para abdicar do atleta.

O United foi, dos muitos gigantes europeus interessados no 14 do Sporting, o que mais de perto seguiu a sua evolução ao logo da temporada, observando jogo após jogo do internacional português, mas a saída de David Moyes travou o processo. Agora, quando Louis van Gaal já foi nomeado o novo técnico, e depois de um período de avaliação das contratações em carteira, o interesse reacendeu-se com intensidade e, dado o aval do minucioso treinador holandês, os red devils aproveitam o final da participação lusa no Mundial do Brasil para enceta negociações.

Ontem, durante a tarde, ainda chegou a ser noticiada a presença de representantes do emblema britânico em Lisboa para negociar o jogador, mas O JOGO sabe que não houve qualquer conversa sobre esta matéria, até porque nenhum dos responsáveis leoninos estava disponível.

Certo é que, nos próximos dias, o United vai abordar a SAD para apresentar uma primeira oferta, capaz de proporcionar ao Sporting a grande transferência do defeso.

Para além do enorme fluxo de informação que nas últimas horas tomou conta da Imprensa britânica e das redes sociais, que refletiram a possibilidade de William rumar a Manchester, o "Sunday Mirror" avançou com o ataque de outra potência da Premier League: o Chelsea de José Mourinho, garantem, está disposto a oferecer 37,5 milhões de euros para convencer o Sporting a libertar William.

A escassa contribuição do jogador na desilusão da participação portuguesa no Mundial não afeta o valor que a SAD atribui ao jogador.