Valderrama nem quer crer que Teo ficou fora

Valderrama nem quer crer que Teo ficou fora

Antigo médio e capitão da Colômbia não compreende a escolha do selecionador José Pékerman para a Copa América, daí que "exija" ver o avançado leonino nos Jogos Olímpicos

A estupefação pela ausência de Teo Gutiérrez na lista de convocados para a edição do centenário da Copa América é evidente em vários sectores da sociedade colombiana e, desta feita, a respeito da revolução promovida no elenco chamado pelo selecionador nacional José Pékerman, o mítico capitão de equipa Carlos Alberto Valderrama ainda não acredita que o avançado leonino tenha ficado fora das opções. Para o antigo criativo colombiano, que representou a seleção nacional entre 1983 e 1998, somando 111 internacionalizações e 11 golos, Teo Gutiérrez deve ser aproveitado para a seleção olímpica, que procura lutar pelas medalhas no Rio de Janeiro, Brasil, ocupando uma das vagas acima dos 23 anos.

Valderrama, na apresentação de um programa desportivo, em Barranquilla, defendeu, enfatizando o nível competitivo em que Teo Gutiérrez atua: "James e Cuadrado são os que criam jogadas, futebol, e aí penso que não irá haver problemas, porque estão em ótimas condições. Faltou chamar Teo Gutiérrez pelo que fez, marcou 15 golos e não o convocaram. Alguma coisa se passou para que não esteja na convocatória. Ainda estamos a tentar perceber o que foi. Se não levam Bacca aos Jogos Olímpicos, que levem Teo. Fez 15 golos na Europa, Eu-ro-pa, não está a jogar em Pescaíto [bairro pobre de Santa Marta, de onde saíram jogadores como Falcao e o próprio Valderrama]."

Hoje, comentador e analista de futebol, Valderrama entende que a seleção da Colômbia deve ser vista como uma das favoritas à conquista da prova, dada a qualidade das opções que o selecionador José Pékerman dispõe para a Copa América, que se vai realizar nos Estados Unidos. "Com a equipa que temos, somos favoritos, temos uma grande equipa. A Colômbia é a minha equipa favorita, não tenho mais nenhuma, nem porque torcer por outra seleção", enalteceu a antiga referência futebolística dos cafeteros.