"Tubarões" cercam Brahimi

António M. Soares

A saída de Brahimi do FC Porto é provável, mas nesta fase o avançado argelino nem quer ouvir nada, de modo a manter a concentração na final da Taça de Portugal, que deseja conquistar

Não faltam pretendentes a contratar Brahimi ao FC Porto, a julgar pelas sondagens desenvolvidas nos últimos dias por vários clubes. Segundo O JOGO apurou, Liverpool, Milan e Wolfsburgo estão, realmente, interessados e, da Premier League, poderá haver até mais clubes no encalço do atacante. Enquanto se aguarda pelos próximos passos, a final da Taça de Portugal vai permitir aos interessados uma última observação, ao vivo, ao internacional argelino. As possibilidades de abandonar o Dragão no final da temporada são cada vez maiores.

A Juventus foi um dos clubes apontados recentemente pelo site "calciomercato", mas o interesse veiculado pelos transalpinos foi entretanto desmentido por uma fonte próxima do jogador. Apesar de a campanha azul e branca ter ficado muito aquém do planeado, Brahimi conseguiu manter uma imagem positiva no mercado europeu, o que deverá permitir à SAD negociá-lo por valores interessantes, ainda que longe dos 60 milhões de euros estipulados na cláusula de rescisão negociada aquando da renovação do vínculo do jogador, contratado ao Granada no verão de 2014.

À partida para uma nova temporada em que o FC Porto vai ter de reestruturar o plantel para tentar recuperar o título de campeão nacional, a transferência de Brahimi poderá render um bom encaixe financeiro À SAD, ainda que esta "só" tenha 50% do passe do jogador. O valor será importante, porém, para reforçar a liquidez necessária para o ataque ao mercado com vista ao reforço da equipa.

Nesta fase, porém, Brahimi prefere manter-se à margem dos primeiros ecos do mercado de transferências, mostrando-se empenhado no trabalho e concentrado unicamente na final da Taça de Portugal, que deseja conquistar para fechar a temporada com um troféu, o primeiro e único que tem ao seu alcance e que ainda pode somar ao seu currículo nesta passagem pelo futebol português. Depois de um período um pouco apagado, o jogador apareceu em grande na segunda parte do jogo contra o Boavista, com um golo, uma assistência e muito dinamismo a ajudar a equipa a golear o rival da cidade.