Layún encanta com gesto solidário

Layún encanta com gesto solidário
António M. Soares

Carlota Gomes, adepta do FC Porto, partilhou o pedido de ajuda dos pais de uma criança de 8 anos, que sofre de paralisia cerebral, e acabou surpreendida pela resposta do lateral mexicano, que respondeu ao apelo

O Afonso sonhava com uma camisola autografada pelos jogadores do FC Porto e os pais do trigémeo de 8 anos viam nisso um novo estímulo para o ajudar a dar mais uns passos contra a paralisia cerebral que o afeta desde a nascença. A história saltou para as redes sociais, não tardou a espalhar-se, e Miguel Layún não ficou indiferente. "O que é que precisas? Carlota Gomes, a camisola é sua 100%. Combinamos depois para ver onde lha dou", postou o mexicano, no Twitter, depois de ler um texto partilhado por uma adepta do FC Porto, onde eram ainda sublinhadas necessidades financeiras para fazer face aos tratamentos do Afonso. A resposta de Carlota Gomes não tardou: "Miguel Layún, tenho que falar com a mãe do menino, para combinar tudo, pois este menino não é da minha família, eu soube através de uma página".
O contacto com jogadores do FC Porto, que pelos vistos os pais do Afonso tentavam há algum tempo, promete agora estabelecer-se. "O Layún é enorme mesmo! Tenho que resolver isto o mais rápido possível", respondeu, entretanto, Carlota Gomes, ainda mal refeita da surpresa provocada pela reação do lateral mexicano, disposto a ajudar a criança a realizar um sonho e não só. Entre as mensagens postadas ontem à tarde, Carlota Gomes não deixou de assinalar a repercussão que a reação de Layún estava a ter: "Até o Cândido Costa tirou print ao meu tweet e à resposta do Layún e fixou na pagina dele". Mas a história não se ficou por aqui e a conta do Twitter do defesa mexicano não tardou a ser inundada com reações ao gesto solidário do jogador, com elogios que já se estendiam ao México e pelas páginas "online" de vários órgãos de comunicação, que fizeram eco deste episódio.