Opare interessa para fechar as laterais

Opare interessa para fechar as laterais

Defesa despede-se amanhã da Bélgica e está perto de ser reforço dos dragões: "Está, certamente, na lista", assumiu o representante a O JOGO. No grupo para o Mundial, Daniel Opare garante, finalmente, concorrência a Danilo e Alex Sandro

Daniel Opare, lateral ganês do Standard Liège, é o alvo do FC Porto para o reforço das laterais defensivas. O jogador de 23 anos está identificado pela SAD como a solução para o défice de alternativas a Danilo e Alex Sandro e deve ser anunciado como reforço nos próximos dias, assim termine a temporada ao serviço dos belgas. "Não posso dizer nada ainda, porque o Standard pode ser campeão este fim de semana e o Opare está concentrado nesse último jogo", começou por dizer a O JOGO o representante Duro Ivanisevic, que sem se desviar muito acabou, porém, por abrir ainda mais a pista do Dragão. "Toda a gente sabe que o FC Porto procura um lateral e o Opare está, certamente, na lista. Mais não posso dizer", insistiu, prometendo porém decisões para breve: "Em dez dias, no máximo, teremos isso resolvido."

Opare, é importante sublinhar, acaba contrato com o Standard e já avisou o clube de que não aceita renovar. A saída é certa e, apesar das várias sondagens (uma simples busca permite perceber que, ao longo dos últimos meses, tem sido associado a emblemas de topo de Inglaterra, Espanha e Alemanha) deve mesmo ser reforço do FC Porto, que assim garante um sério concorrente aos lugares que Danilo e Alex Sandro reclamaram quase por decreto ao longo das duas últimas temporadas. Opare é destro e, no Standard, é mais utilizado na faixa preferida, mas faz confortavelmente o lado esquerdo, o que o recomenda vivamente ao plantel portista.

Com quase cem jogos de campeonato, termina um ciclo na Bélgica em vésperas de representar o Gana no Mundial do Brasil. O lateral está na lista de 26 jogadores esta semana divulgada e que só vai encurtar para os 23 exigidos no dia 31, após um particular com a Holanda.

Formado nas escolas do Ashanti Gold, passou pelos tunisinos do CS Sfaxien e pelo Real Madrid Castilla, que representou, sem grande sucesso, entre 2008 e 2010. Nesse período sagrou-se campeão do mundo de sub-20 (2009), conquistando o grande troféu da carreira. Seguiu então para Liège, onde só por lesão perdeu o estatuto de indiscutível. A confirmar-se a contratação pelo FC Porto, é certo que começará como alternativa à dupla brasileira que transita das temporadas anteriores.