Dragões perguntam por Felipe

Bruno Filipe Monteiro

Já chamado aos trabalhos da seleção, o brasileiro afiança estar focado no Corinthians e mostra-se convicto de que cumprirá o contrato até ao fim. No entanto, não fecha a porta à saída se a hipótese surgir

O FC Porto está no mercado à procura de reforços para a próxima época e Felipe, central do Corinthians, é um dos nomes que está a avaliar. O brasileiro de 26 anos tem contrato com o Timão até 2019, mas isso não impediu a sociedade azul e branca de procurar saber em que condições poderia realizar-se um eventual negócio. O contacto, de resto, já chegou aos ouvidos do defesa, que não teve problemas em confirmá-lo, à margem de um evento em que foi coroado como um dos melhores do último Paulistão. "O meu empresário disse-me que existem alguns clubes interessados, mas o meu foco é o Corinthians. Tenho contrato. O meu empresário chegou a falar-me do FC Porto, mas foi uma sondagem", referiu Felipe, que, apesar de tudo, não fechou totalmente a porta a uma saída do emblema paulista. "Vou cumprir o meu contrato, mas se acontecer algo, será naturalmente", admitiu.
O empresário de Felipe não é propriamente um desconhecido no Dragão. Trata-se de Giuliano Bertolucci, que em 2014 intermediou a transferência de Otávio do Internacional de Porto Alegre para o FC Porto, além de ter uma parceria com Alex Zica na representação de Jemerson, que antes de rumar ao Mónaco, em janeiro, chegou a ser associado ao clube da Invicta. O JOGO tentou por isso chegar à fala com o empresário brasileiro, que se fez de desentendido. "Não tenho conhecimento de nada. Não sei de nada", repetiu uma e outra vez, apesar de ter sido confrontado com as declarações efetuadas pelo central.
No Corinthians, aguarda-se com tranquilidade o desenrolar do processo. O clube tem a totalidade dos direitos económicos de Felipe, depois de em janeiro ter adquirido os 50 por cento que estavam na posse do banco BMG, pelo que aguarda por algo mais concreto para tomar uma posição. "Lemos na Imprensa sobre o assunto, mas, por enquanto, ainda não temos nenhuma proposta", afiançou a O JOGO Eduardo Ferreira, diretor de futebol do Timão, que, no mercado de janeiro, recusou uma oferta de seis milhões de euros para abrir mão do central sinalizado pelo FC Porto.