Bruno Alves entra no plano do FC Porto 2016/17

Bruno Alves entra no plano do FC Porto 2016/17
João Sanches

Ex-capitão está em fim de contrato com o Fenerbahçe e o negócio vai avançar. De uma assentada, pode reforçar a defesa e a mística do clube

Bruno Alves, capitão do FC Porto em 2008/09, e com cinco épocas de clube só na equipa principal, tem a porta aberta para regressar e faz parte do plano para 2016/17. Falta muito para que se possa garantir que o regresso do defesa-central é certo, mas O JOGO sabe que os primeiros contactos estão feitos e que a recetividade das duas partes é total. Ou seja, tudo indica que o negócio avance mesmo, mas nesta fase os dragões estão a preparar a final da Taça e Bruno Alves já está de olhos postos no Euro"2016.

A SAD concentrar-se-á, definitivamente, na planificação da próxima temporada logo após o jogo do Jamor. A questão do treinador, que ainda não foi clarificada, tem peso, claro, para agilizar de vez todos os processos pendentes, como é o de Bruno Alves. O caso do antigo capitão é, porém, mais pacífico do que o de Felipe (Corinthians) ou qualquer outro. É que Bruno Alves dispensa apresentações: o seu valor é sobejamente reconhecido e o portismo devidamente reconhecido, ainda que a quantidade de vezes que o seu pai, Washington, o "ofereceu" ao Sporting e a outros rivais, não tenha caído bem junto do FC Porto. De qualquer forma, o jogador vincou sempre a sua preferência: se voltasse a Portugal, escolheria o FC Porto. É, também, neste sentimento, que a opção da SAD encontra eco. O FC Porto procura mais referências para um balneário descaracterizado e o central tem sangue azul como poucos (ver peça ao lado).

O elevado salário que o aufere no Fenebahçe não será um problema. Desde logo porque termina o contrato com o clube turco e este não está na disposição de renovar por valores semelhantes. Depois porque Bruno dá prioridade a voltar a Portugal, mais especificamente ao clube que mais gosta. Com 34 anos (faz 35 em novembro), dificilmente se poderia mudar para um clube de um campeonato de topo na Europa. Voltar ao FC Porto permite-lhe continuar a lutar por títulos, reencontrar-se consigo próprio e preparar o futuro. O jogador tem alguns negócios em perspetiva na Póvoa de Varzim, quer trabalhar com os mais jovens, e pensa até abrir uma academia.

Há pouco mais de um mês, Pinto da Costa assumiu a vontade de fazer regressar Bruno Alves, João Moutinho e/ou Pepe. A verdade é que o central do Real Madrid é um alvo inacessível e Bruno é, de todos, aquele que mais próximo está de se mudar. Os primeiros passos estão dados e, depois da Taça de Portugal, o interesse ganhará contornos mais reais, para que os adeptos possam receber uma novidade de que gostarão. Os dragões começam a definir o próximo plantel pela defesa.