Garay despede-se com Zenit à espera

Garay despede-se com Zenit à espera

O central, que faz amanhã o último jogo pelo Benfica, tem desde janeiro um acordo salarial com o clube de São Petersburgo para atuar na equipa orientada por André Villas-Boas

A final da Taça de Portugal será o último jogo de Garay de águia ao peito. O jogador será, tudo indica, transferido no final desta época e, sabe O JOGO, o Zenit é neste momento o emblema que mais perto está de amarrar os serviços do internacional argentino.

Tal como O JOGO adiantou oportunamente, El Negro já tinha chegado a acordo com o emblema russo - no que diz respeito aos anos de contrato, salário e prémios -, mas na última reabertura do mercado foi o Benfica que não atingiu uma plataforma de entendimento com o clube de São Petersburgo. No entanto, como o nosso jornal havia avançado, o Zenit prometeu desde aí manter as conversações de pé. E agora, a poucas horas do último embate oficial da época, é mesmo o clube que tem André Villas-Boas ao comando da equipa a assumir a liderança da corrida pelo camisola 24 das águias. Ao que foi possível apurar, do ponto de vista pessoal, Garay mantém os termos acordados em janeiro, faltando o último assalto do Zenit junto da SAD benfiquista, no sentido de convencer Luís Filipe Vieira a libertar o jogador, sabendo-se que a cláusula de rescisão é de 20 milhões de euros.

Apesar de o emblema russo ser o melhor posicionado para levar o defesa-central, é preciso não esquecer, todavia, outros pretendentes de peso, casos de Nápoles ou Manchester United, ligados com insistência ao jogador benfiquista. Certo é que Garay pretende ver o seu futuro resolvido o mais rapidamente possível, pois a sua ideia é rumar ao estágio de preparação para o Mundial'2014 já com contrato assinado no novo clube, evitando potenciais focos de desconcentração. Por outro lado, o Zenit também tem interesse em contratar já El Negro, fugindo às comuns especulações de mercado inerentes à participação num Campeonato do Mundo.